Erechim conquista o 2º lugar no Estado e o 49º no Brasil no Ranking de Governança Municipal

O Município de Erechim aparece em 2º lugar no Estado e 49º no Brasil, no Ranking de Governança Municipal, para cidades com mais de 100 mil habitantes. A colocação de destaque demonstra o trabalho sério da administração Schmidt e Lando ao contemplar também o trabalho dinâmico na governança municipal.

Erechim tem uma administração que desde o início primou pela ética e a responsabilidade nas suas ações, o que é validado pelo IGM-CFA que consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: finanças, gestão e desempenho. Elaborado a partir de dados secundários e considera áreas como saúde, educação, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, transparência, violência dentre outras.

O Prefeito Schmidt destaca que a administração em todos os seus atos tem por obrigação seguir os princípios constitucionais, para conduzir suas ações atendendo às perspectivas e às necessidades da população. São eles: Impessoalidade, ou seja, nunca discriminar as pessoas, seja por sexo, idade, religião ou preferência política; Moralidade e Legalidade, ter comprometimento com a gestão e o dinheiro público, sem cometer quaisquer atos de improbidade; e Eficiência, sempre buscar resultados positivos e aperfeiçoar continuamente a gestão pública.

No Rio Grande do Sul o primeiro no Ranking é Caxias do Sul e logo a seguir está Erechim, melhor posicionado que Novo Hamburgo, Porto Alegre, Canoas, Passo Fundo, Bento Gonçalves, Santa Cruz, Gravataí, São Leopoldo, etc. No Brasil estar em 49ª, significa estar à frente de cidades importantes como: Hortolândia, Diadema, Umuarama, Santos e outras como São Paulo e Araraquara.

Ranking

O Índice CFA de Governança Municipal – IGM-CFA foi lançado em novembro de 2016 pelo Conselho Federal de Administração, que contou com auxílio técnico do Instituto Publix para o Desenvolvimento da Gestão Pública. Em 2017, os dados foram atualizados.

Durante os anos de 2017 e 2018, o CFA promoveu várias apresentações do IGM em todo o país, em audiências públicas, eventos voltados para a gestão pública, e apresentações para segmentos específicos organizados pelos Conselhos Regionais de Administração (CRAs).

Nestes encontros, foram identificadas oportunidades de melhoria do índice e, em 2018, foi construída uma nova metodologia, destacando-se dois pontos principais: a) agrupamento de municípios semelhantes e, b) definição de metas a serem atingidas pelos municípios, aprimorando-se, assim, a metodologia anterior ao permitir uma comparação mais justa e efetiva entre os municípios.

Por meio da ética, competência, inovação, valorização da profissão e participação, o Sistema CFA/CRA busca promover a Ciência da Administração, valorizando as competências profissionais, a sustentabilidade das organizações e o desenvolvimento do país.

A partir destes valores, objetiva-se a partir do desenvolvimento do Índice de Governança Municipal expandir o debate sobre a importância da gestão para a promoção do desenvolvimento municipal.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais