Curso de Fisioterapia da URI promove nova atividade com pacientes

A iniciativa foi desenvolvida no dia 25 de setembro, pela turma 2014, dentro das comemorações da Semana Farroupilha e contou com a participação de estagiários e pacientes. A ação fez parte do estágio curricular de Fisioterapia nas Disfunções Músculo-Esqueléticas, dentro da Fisioterapia em Oncologia que tem a supervisão das professoras Janesca Guedes e Tatiana Comerlato, acompanhada pela preceptora Zequiela Russi.

A atividade, denominada “Onco Nativista”,  proporcionou um tributo a Paixão Côrtes, folclorista, compositor, radialista e pesquisador, referência no estudo da identidade do gaúcho, considerado um dos maiores nomes do tradicionalismo no Rio Grande do Sul e que faleceu aos 91 anos, em 27 de agosto deste ano.

A atividade, realizada pelos estagiários Bruna Tesori,  Daiane Abreu e Natália Bocca, foi composta por exposição de breve pesquisa acerca da biografia e discografia do tradicionalista, declamação de poesia, dança e música de autoria do folclorista, realizadas pelas estagiárias e pacientes atendidos. Todos acolheram a atividade de forma positiva e animada, reafirmando a necessidade da ampliação de mobilizações para potencializar as aprendizagens, resolver conflitos e acomodar as inquietudes geradas pelo processo de formação de novos  profissionais, mais humanos, mais responsáveis por suas ações e mais conscientes de suas práticas por se aproximarem e sensibilizarem com o  mundo ao qual os cerca.

Com isso, cumpriu-se mais uma vez o propósito maior almejado pela educação que é o de tornar os seres mais participativos e conscientes de suas ações através da  apreensão do conhecimento em decorrência do estabelecimento de relações com outros seres, com o ambiente e meio ambiente e com a cultura regional. Enfim,  explicam as organizadoras, é a resposta da inserção em um contexto amplo buscando ultrapassar os limites dos métodos tradicionais de ensino-aprendizagem para a resolução de problemas práticos através da oportunização de um olhar alargado para o mundo, justificaram.

 

Comentários estão fechados.