Governo do RS propõe a prefeitos volta das aulas presenciais a partir de 31 de agosto

Proposta de cronograma foi recebida com restrições na Famurs, entidade que representa os municípios

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

governo do Estado apresentou a prefeitos, nesta terça-feira (11), uma sugestão de cronograma de volta das aulas presenciais em todos os níveis de ensino, de forma escalonada, entre o fim de agosto e a metade de outubro. Segundo os prefeitos, o governo do Estado propõe que a volta das aulas comece pela Educação Infantil, tanto privada quanto pública, a partir de 31 de agosto.

– A ideia do governo é um retorno gradual das aulas, iniciando no final deste mês pela Educação Infantil. É uma proposta muito vaga do governo. O problema não é data de retorno, mas como se dá o retorno. O primeiro é se temos segurança suficiente para retornar. Não nos parece que haja segurança para retornar – destacou Maneco Hassen, presidente da Famurs.

Na sequência, estariam autorizados a voltar às salas de aula os estudantes e professores de todas as redes de Ensino Superior, a partir de 14 de setembro. O cronograma prevê ainda que os ensinos Médio e Técnico seriam autorizados a partir da semana seguinte, 21 de setembro. Uma semana depois, a partir de 28 de setembro, poderia voltar às salas os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental.
Os anos iniciais do Ensino Fundamental seriam os últimos a serem retomados, a partir de 8 de outubro, ainda conforme informações dos prefeitos. As aulas em creches, pré-escolas e escolas estão suspensas no Rio Grande do Sul desde março. No Ensino Superior, há permissão para disciplinas práticas e laboratoriais de fim de curso. 
Fonte: GaúchaZH

Get real time updates directly on you device, subscribe now.