Estimulando a consciência ambiental

Palestra, plantio de mudas nativas frutíferas e visita ao Arboreto marcam Semana do Meio Ambiente no Colégio Agrícola Estadual Ângelo Emílio Grando

Alunos visitaram o Arboreto do Alto Uruguai para conhecer e identificar as mais de 200 espécies do museu vivo de árvores

Com o objetivo de estimular a consciência ambiental e o cuidado permanente com o meio ambiente por meio de atitudes, várias atividades foram realizadas no Colégio Agrícola Ângelo Emílio Grando para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho e também os 22 anos de implantação do Arboreto Alto Uruguai. Palestra, plantio de árvores e visita ao Arboreto no Município de Barão de Cotegipe selaram as datas com a participação do diretor Delomar Ceron; do vice-diretor, Rudimar dos Santos, da coordenadora pedagógica, Roseli Arnold, demais professores e alunos da instituição.

Na quarta-feira (6), houve o plantio de mudas frutíferas nativas de jabuticabeira, pitangueira e cerejeira, que foi realizado pelas oito turmas, envolvendo, aproximadamente, 180 alunos. De acordo com os professores de Olericultura e Fruticultura, Valdecir Francisco Balestrin, e de Biologia, Elisângela Maria, a ação teve como objetivo incentivar os futuros técnicos agrícolas a realizarem a atividade na sua propriedade e na comunidade onde estão inseridos. “A ideia é despertar o cuidado permanente com o meio ambiente, que passa pelo descarte correto do lixo, o manejo adequado do solo, o estímulo ao plantio e não ao corte, o uso responsável da água, ou seja, pela educação da atual e das futuras gerações”, observam, acrescentando que isso demanda gestos muito simples e depende de todos, que desejam um futuro melhor.

Já na quinta-feira (7), os alunos do 2º Ano visitaram o Arboreto do Alto Uruguai com a finalidade de conhecer o museu vivo de árvores e identificar mais de 200 espécies. Implantado há 22 anos com objetivos educativo, ecológico e econômico, visando estimular o plantio das espécies nas áreas ociosas e à produção de renda na pequena propriedade, o espaço está localizado numa área de quatro hectares e conta, hoje, com mais de 200 espécies de árvores, entre nativas e exóticas ou exemplares que estão em vias de extinção.

Considerado o maior Arboreto do Sul do Brasil em espécies plantadas, o local era até então mantido pela Escola Estadual de Ensino Fundamental São José, localizada no Povoado Sérvia, área rural do município de Barão de Cotegipe. Considerado um centro de pesquisa com a finalidade de estudos científicos, o Arboreto é um banco genético de sementes.

Balestrin lembra que a Floresta Demonstrativa foi implantada em 6 de outubro de 1995, com o objetivo de mostrar quais espécies o produtor podia plantar para o melhor desenvolvimento do reflorestamento. “Foi feito plantio de oito espécies: pinus pátula, acácias melanoxylao, negra e cinamomo gigante argentino, eucaliptos dunnii, camaldulensis e grandis, e bracatinga.

De acordo com os professores Balestrin e Elisângela, o meio ambiente engloba todos os elementos vivos e não vivos que estão relacionados com a vida na Terra. “É tudo aquilo que nos cerca, como a água, o solo, a vegetação, o clima, os animais, os seres humanos, dentre outros. Nosso planeta está mudando e precisamos ajudá-lo a mudar para melhor. A boa notícia é que todos podem colaborar, cada um fazendo a sua parte e contribuindo para sua preservação”, asseguram.

 

Comentários estão fechados.