Inauguração da nova UTI adulto marca os 85 anos do HC

Ao completar 85 anos nesta sexta-feira, 10, o Hospital de Caridade de Erechim reconheceu conquistas do passado, reafirmou o compromisso com a excelência no presente e, ao inaugurar sua nova Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para pacientes adultos, garantiu a entrada em funcionamento de um serviço moderno e funcional, com olhos no futuro e a preocupação de cuidar das pessoas.

A nova UTI Adulto amplia em 25% a capacidade de atendimento da Unidade, trazendo conforto a pacientes e acompanhantes. No total, foram investidos R$ 1,1 milhão na obra, entre recursos próprios e de emenda parlamentar.

DNA social

OS diversos pronunciamentos que marcaram a solenidade de 85 anos do HC, realizada no auditório do Centro Clínico, convergiram para um elemento comum: a importância do Hospital de Caridade ao longo de sua história, com destaque especial para a inserção comunitária e social da casa de saúde.

Confira trechos das manifestações de algumas lideranças:

Presidente do Conselho de Administração, Ildo Benincá:

“Nosso compromisso é oferecermos soluções de saúde à sociedade de modo sustentável, com qualidade assistencial, pessoas engajadas, infraestrutura adequada e efetividade operacional; além de melhorias nos processos internos e na aproximação com os clientes; na gestão financeira; e na relação com a comunidade, buscando a excelência do serviço. Atuamos assim há 85 anos e continuaremos atuando deste modo. Afinal, não há máquina ou qualquer outra coisa que vá substituir o carinho no atendimento; ou o gesto fraternal e o apoio na busca da cura”.

Diretor presidente, Claúdio Rogério Galli:

“Na atuação comunitária, uma característica histórica da instituição é a assistência através de serviços gratuitos à comunidade mais carente. Nos últimos quatro anos, por exemplo, realizamos mais de R$ 31,3 milhões em atendimentos filantrópicos. Só em 2018, foram R$ 9,1 milhões. Fazendo isso, além de cumprirmos a legislação, mantemos fortes nossas origens. Nosso DNA social”.

Superintendente geral, Claudiomiro Carus:

“Com uma UTI no padrão que estamos entregando, oferecemos as condições necessárias às equipes profissionais para procederem os melhores tratamentos em momentos delicados da saúde do paciente, bem como a possibilidade de avançarmos ainda mais na complexidade e resolutividade dos tratamentos”.

Diretor técnico do HC, Sérgio Bigolin:

‘A UTI é um espaço fundamental para um hospital. Readequar, ampliar e inaugurar serviços, como nossa nova UTI Adulto, é uma das marcas do HC, que está de parabéns nestes 85 anos.

Diretor Clínico, Michel João:

‘Nos 85 anos do HC quem ganha o presente é a comunidade regional com a nova e reformada UTI, reforço fundamental na excelência do serviço’.

Presidente da Câmara de Vereadores, Alderi Oldra:

‘Em nome do poder legislativo, parabenizo o HC por sua trajetória de conquistas marcada, agora, por mais uma obra: a nova UTI. É essa história, aliás, que iremos homenagear em sessão solene no próximo dia 7 de junho, na Câmara de Vereadores’.

Prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt:

‘O aniversariante faz 85 anos e quem ganha o presente é a comunidade regional, com a nova UTI Adulto. Parabéns, HC pela trajetória de trabalho, amor e cuidado com as pessoas’.

Saiba mais:

Data de fundação do HC: 10 de maio de 1934.
O que é: O HC é uma Entidade Beneficente de Assistência Social (Filantrópica) reconhecida pelo Ministério da Saúde – CEBAS.

HC em números 2018:

Taxa de ocupação diária: 77% (de um total de 102 leitos);
Período médio de permanência: 3,33 dias
Total de nascimentos: 891
Cirurgias: 4.540
Atendimentos no Pronto Socorro: 39.361 (107,9 por dia)
Exames laboriatoriais: 258.797
Exames de imagem: 72.819
Total de colaboradores: 448 (45% no setor de enfermagem; 26% apoio; 19% administrativo; e 10% diagnóstico)
Total de médicos: 227
# Entre 2015 e 2018, o HC realizou mais de R$ 31,3 milhões em atendimentos filantrópicos. Só em 2018, foram R$ 9,1 milhões.

Filantropia e clientes atendidos:

Via filantropia, o HC presta serviços gratuitos à comunidade carente com atendimentos de internação e ambulatoriais por meio de Termo de Pactuação com a prefeitura de Erechim e outras prefeituras da região, atuando na execução de ações e atividades complementares ao SUS, sem onerar os cofres públicos. Este segmento envolve, também, parcerias com o Hospital Santa Terezinha e a indicação de pacientes vulneráveis feitas por profissionais médicos do corpo público, além de palestras, treinamentos e orientações em escolas, associações e entidades beneficentes do Alto Uruguai, marcando forte presença social por sua atuação educadora e comunitária.
Outra grande parcela do público atendido pelo HC vem de convênios como IPE (funcionários estaduais – professores, brigadianos e outros), Unimed (a maioria trabalhadores das indústrias, via planos empresarias), Coopusaúde e outros planos.

Estrutura física

Área do terreno: 20.567,25 m²;
Área construída: 11.234,23 m²;
Nova UTI Adulto (inaugura em maio/19);
Nova UTI Neonatal (inaugura em maio/19);
Pronto Socorro (Ambulatório, Urgência e Emergência) funcionamento 24h;
Centro Cirúrgico com 5 Salas de Cirurgia e Sala de Recuperação com 6 leitos;
Centro de Diagnóstico por Imagem (Raio X, Tomografia, Mamografia, Ultrassonografia e Densitometria Óssea);
Laboratório de Análises Clínicas.

Projetos e Investimentos

Além da inauguração da nova UTI (Adulto), o HC trabalha com para viabilizar os seguintes projetos e ações:
– Nova UTI Neonatal, a ser inaugurada no 2º semestre de 2019;
– Segurança do Paciente (com a criação de um Departamento próprio, já instituído) e capacitação constante de profissionais, além de novos protocolos;
– Aquisição de novos equipamentos;
– Melhorias em serviços, a partir da ampliação do atendimento médico no Pronto Socorro e da criação do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), já em funcionamento.
– Reforma de quartos e nova sinalização interna.
No curto e médio prazo (em fase de captação de recursos e elaboração de projetos orçamentários):
– Ampliação do CDI;
– Construção de um novo restaurante – o que permitirá ampliar o bloco cirúrgico;
– Aquisição de um novo gerador de energia elétrica;
– Acreditação Hospitalar.
– Ampliação do número de leitos para internação voltados a cuidados complexos;
– Reestruturação da Unidade F com adequações para cuidados paliativos.

Comentários estão fechados.