Fundação Hospitalar Santa Terezinha entrega nova UTI à comunidade local e regional

Em uma solenidade simples, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde, devido aos cuidados com o Covid-19, a Fundação Hospitalar Santa Terezinha entregou à comunidade local e regional, na manhã deste sábado, 11, a nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI), uma estrutura moderna que amplia para 16 leitos a sua capacidade.

O projeto já havia sido pensado e elaborado há alguns anos, sendo que agora pode contribuir significativamente, também no atendimento aos pacientes com Covid-19, ficando destinados seis leitos para esses atendimentos.

Na oportunidade, além da presença de representantes dos poderes Executivo e Legislativo, acompanharam o ato enfermeiros e médicos da FHST. Como anfitriões, o diretor Executivo Hélio Bianchi, o secretário de Saúde Dércio Nonemacher, o diretor Técnico Celso Lago e Jean Zanardo, responsável pela UTI, que apresentaram aos presentes as novas instalações.

De acordo com Bianchi, neste primeiro momento, foram entregues 10 leitos num investimento de R$ 1 milhão e 200 mil reais, sendo R$ 350 mil da Fundação Hospitalar Santa Terezinha e os demais custos da Consulta Popular dos anos de 2017 e 2018. A obra civil foi de R$ 780 mil.

Os leitos também foram equipados com os recursos. Bianchi ressalta que esta primeira etapa representa um quarto do projeto total que é dividido em três fases distintas. “Serão 40 leitos de tratamento intensivo no projeto, sendo 20 adultos, 10 neonatal e 10 pediátricos”.

Bianchi destacou ainda que não se pode falar em UTI só de equipamentos, mas sim de pessoas que estarão operando os mesmos e potencializando uma humanização cada vez maior aos pacientes que estarão internados. “A comunidade votou na Consulta Popular para que pudéssemos realizar esta obra. Felizmente não temos nenhum paciente com o Covid-19, mas temos todas as instalações caso venha a ocorrer”. A segunda fase deve ter início até o final deste ano, como terãocontinuidade todas as obras dentro do Projeto Abrace o Santa, tendo uma previsão de reformas finalizadas até o fim deste ano.

Finalizando os trabalhos, os médicos Jean Zanardo e Celso Lago destacaram a qualidade das novas instalações, montada com aparelhos deprimeiro mundo que proporcionarão a humanização dos pacientes. “Sempre pensando no tratamento e na qualidade de vida de nossos pacientes”, pontuam.