Dia Mundial do Rim, uma data para conscientizar sobre a doença renal crônica

Com o tema ‘Saúde dos rins para todos’, proposta é chamar a atenção para necessidade da realização do exame de creatinina

Uma em cada sete pessoas adultas é portadora de doença renal crônica. Boa parte delas, contudo, não sabe disso, pois, na fase inicial da doença, quase não há sintomas visíveis. É justamente por isso que a Sociedade Internacional e Brasileira de Nefrologia realiza na próxima quinta-feira, 12, o Dia Mundial do Rim, que neste ano tem como tema ‘Saúde dos rins para todos’.

Conforme o diretor técnico do Hospital de Caridade de Erechim, médico nefrologista Paulo Roberto Dall´Agnol, o objetivo é alertar a comunidade e os profissionais da saúde sobre a importância dos rins no bom funcionamento do organismo, além de chamar a atenção para a necessidade da realização do exame de creatinina, capaz de estabelecer o diagnóstico. ‘A doença renal crônica é algo muito sério e grave, aumentando de forma importante o risco de mortes por acidentes cardiovasculares’, pontua o especialista.

Como evitar ou prevenir?

Segundo Dall´Agnol, o exame de creatinina permite que a pessoa saiba se tem ou não a doença, fazendo com que, de posse do diagnóstico, possa se tratar. Além disso, é importante estar atento aos fatores de risco como hipertensão, diabetes, obesidade, entre outros.

O médico também indica que deve se evitar o uso de anti-inflamatórios, além de estimular a prática de exercícios físicos regulares e de uma alimentação saudável, com pouco sal e açúcar, por exemplo.

Caso a pessoa seja portadora de alguma doença renal deve consultar o médico regularmente.

Saiba mais

# A dosagem de creatinina no sangue é uma forma de avaliar a função dos rins. Níveis acima do limite normal indicam doença renal.

# Estima-se que 24 milhões de pessoas no Brasil tenham doença renal crônica, sendo que a cada 24 horas, 55 delas iniciam o tratamento dialítico para insuficiência renal.

# Em 2017, o Brasil gastou mais de R$ 6,7 bilhões com tratamento de pessoas com doenças renais crônicas, segundo o CDC/SUS/IBGE.

Quando pedir o exame de creatinina?

Conforme Dall´Agnol, o paciente deve pedir a dosagem da creatinina nos exames de rotina, especialmente se a pessoa:

– Tem histórico familiar de doença renal crônica;

– Tem diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, obesidade ou fuma;

– Apresenta infecções urinárias  e/ou cálculos renais de repetição;

– Faz uso de medicamentos que possam comprometer a função dos rins;

– Tem mais de 50 anos;

– Outras condições que justificam o exame são: inchaços sem causas aparentes, sangue na urina, urina que forma espuma após a micção, perda de peso/apetite, fraqueza ou náuseas, criança com dificuldade de crescimento e gravidez com suspeita de pré-eclâmpsia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais