Força-tarefa define fiscalizações de 2019 nos frigoríficos

Calendário das operações foi acertado em reunião do MPT com parceiros (SRT, Renast, Fundacentro, CREA, Contac e FTIA)

A força-tarefa estadual dos frigoríficos definiu suas fiscalizações ao longo de 2019. O calendário das operações foi acertado, na tarde desta sexta-feira (8/3), em reunião do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS) com parceiros do grupamento operativo. Permanece a estratégia de não divulgar, antecipadamente, as datas e as empresas que serão fiscalizadas.

Participaram da reunião, realizada na sede do MPT em Porto Alegre, representantes dos parceiros: Superintendência Regional do Trabalho no Rio Grande do Sul (SRT-RS) – agora subordinada à Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, da Secretaria do Trabalho, da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia (ME); do Centro Estadual do Rio Grande do Sul (CERS) da Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), agora também ligada ao ME; da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador no Rio Grande do Sul (Renast-RS); e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (CREA-RS). Pelo movimento sindical dos trabalhadores, participaram a Confederação Brasileira Democrática dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação da CUT (Contac-CUT) e a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Rio Grande do Sul (FTIA/RS).

Conforme o coordenador da Coordenadoria Estadual de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat) do MPT-RS, procuradorRogério Uzun Fleischmann, “a reunião teve por objetivo fixar estratégias de atuação para 2019, inclusive definindo datas e plantas que serão inspecionadas. A força-tarefa segue aglutinando vários órgãos com objetivo de melhorar condições de saúde e segurança no setor. Para este ano, um dos aspectos que terá forte atenção é a subnotificação de acidentes e adoecimentos, tanto por parte das empresas, quanto por parte do sistema de saúde”.

Também participou da reunião a vice-coordenadora da Codemat, procuradora Priscila Dibi Schvarcz (lotada em Passo Fundo). Por videoconferência, participaram os procuradores Fernanda Arruda Dutra e Amanda Fernandes Ferreira Broecker (ambas lotadas em Caxias do Sul), Márcio Dutra da Costa (Santa Cruz do Sul) e Ana Lucia Stumpf Gonzalez (Uruguaiana).

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais