Audiência proposta pelo deputado Paparico encaminha solução para contrato do Hospital Santa Terezinha de Erechim

Novos valores serão definidos pelo Programa de Incentivos Hospitalares do RS

A Fundação Hospitalar Santa Terezinha terá um novo contrato a partir da implementação do novo Programa de Incentivos Hospitalares do RS. O encaminhamento político é resultado da audiência virtual articulada pelo deputado Paparico Bacchi (PL) com representantes da Secretaria Estadual da Saúde e que contou com a participação do presidente da Associação de Municípios do Alto Uruguai e prefeito de Erechim, Paulo Polis, da direção do hospital e secretários municipais de saúde. O deputado Tiago Simon, vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, também participou da reunião.

O Santa Terezinha é um hospital público referência na baixa e média complexidade para os 32 municípios que integram na região de abrangência da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Erechim. Na alta complexidade, atende mais de 600 mil pacientes de 79 municípios nas especialidades de oncologia, traumatologia, hemodiálise e transplante de córneas.

Na audiência realizada nesta quinta-feira (12) foi discutida a necessidade de revisão dos valores pagos pelo SUS pelas consultas, exames, internações, cirurgias e tratamentos. De acordo com a direção do hospital os valores não cobrem os custos e causam déficit operacional de R$ 400 mil mensais e prejudicam a qualidade do serviço e o atendimento à população.

O deputado Paparico Bacchi saiu satisfeito do encontro. O líder da bancada do Partido Liberal na Assembleia Legislativa ressaltou que depois de longa espera, finalmente há um encaminhamento viável para essa demanda que também preocupa prefeitos dos municípios que precisam contribuir financeiramente para reduzir o déficit.

“Isso é resultado do peso político desta região que conta com representantes na Assembleia Legislativa. Acredito que com o novo Programa de Incentivos Hospitalares o Santa Terezinha terá remuneração justa e compatível com a necessidade dos seus pacientes”, ponderou o deputado que durante os seus dois primeiros de mandato manteve audiências com o governador Eduardo Leite e com a secretária Arita Bergmann, reivindicando a adequação do contrato com o Estado.

A expectativa é que o Programa de Incentivos Hospitalares do RS entra em operação no mês de março.

Por Assessoria de Comunicação – deputado Paparico Bacchi