UFFS participa de campanha latino-americana sobre Paulo Freire

Comunidade pode se engajar produzindo desenhos e poesias que integrarão livro a ser lançado no centenário do educador, em setembro

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), através do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa, Estudos Agrários, Urbanos e Sociais (Nipeas) e do Grupo de Educação Popular e Saúde, integrará a agenda de atividades da Campanha Latino-Americana e Caribenha em Defesa do Legado de Paulo Freire, idealizada pelo Conselho de Educação Popular da América Latina e Caribe (CEAAL).

Ao lado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e da Associação de Estudos, Orientação e Assistência Rural (Assesoar), a UFFS está mobilizando a comunidade para participar do projeto Poetizando Paulo Freire II. Através da produção de poesias e desenhos, a ação tem o propósito de defender o legado daquele que é considerado Patrono da Educação Brasileira. A ideia é que os participantes utilizem em suas produções algumas palavras e expressões usadas pelo educador – como, por exemplo, cidadania, direito, igualdade, alegria, esperança, felicidade, saudade, lembrança, povo, entre outras. As poesias e os desenhos serão publicados em um livro, que será lançado no centenário de Paulo Freire, em setembro.

– Para a UFFS, a importância desta ação reside na integração à campanha, que é desenvolvida em toda a América Latina e Caribe. É uma ação de difusão do legado de Paulo Freire, a ser mobilizada junto a estudantes, educadores e público em geral. Também estamos contribuindo com a agenda do CEAAL, uma vez que o Nipeas foi recentemente aceito para integrar o conjunto de instituições que compõem a associação, que é constituída por 195 organizações civis de 21 países – explica a professora Solange Todero Von Onçay, da UFFS – Campus Erechim.

Paulo Freire (1921-1997) teve sua trajetória marcada por importantes contribuições para a educação brasileira, refletindo coletivamente com os povos, a partir de uma prática dialética, a realidade do brasileiro e da brasileira, e construindo uma contraposição para a alfabetização.

Para participar do projeto, basta acessar a ficha de inscrição que está disponível em https://assesoar.org.br/poetizandopaulofreire, produzir a arte no material que encontra-se com a ficha e enviar para a Assesoar, pelos Correios, até o dia 30 de abril. No mesmo site há um conjunto de livros que poderão ser utilizados como subsídios para a produção das poesias e desenhos. O Nipeas também fez uma live sobre o projeto, que pode ser assistida na página do grupo no Facebook: www.facebook.com/nipeasuffs.

Por Assessoria de Comunicação (Ascom)

Get real time updates directly on you device, subscribe now.