Prefeito de Três Arroios emite nota sobre incidente entre o gestor e a Brigada Militar

Nesta segunda-feira (10) o Prefeito Municipal de Três Arroios, Lirio Antônio Zrichta, emitiu nota à imprensa sobre incidente entre o gestor e a Brigada Militar, ocorrido na tarde de sábado (8).

 

 Nota Imprensa

ESCLARECIMENTOS

LIRIO ANTÔNIO ZRICHTA, Prefeito Municipal de Três Arroios/RS, vem pelo presente, em nome da verdade e da justiça, se manifestar acerca do incidente havido na tarde de sábado passado – dia 08/12 – com este gestor e a Brigada Militar do Estado do RS.

Quando retornava de pequeno sítio que mantém as margens do Lago da Hidrelétrica de ITÁ, no município de Mariano Moro, na oportunidade acompanhado de sua esposa, ao ser “selecionado” em barreira policial, após ter regularmente apresentado a documentação do condutor e do veículo, ambas em dia, teve seu veículo revistado de forma irônica e truculenta pela dupla de Brigadianos que realizavam a diligência, obviamente protestando, inicialmente de forma verbal, a tais atitudes, dado que os militares sabiam de quem se tratava. Aliás, a ação foi premeditada e com sentido provocativo.

É preciso que a opinião pública saiba que, infelizmente, desde o episódio em que os mesmos militares recolheram de forma injusta um “jerico” de propriedade de pequeno agricultor local, que transita a mais de cinquenta anos com tal veículo, o que recebeu a indignação do Poder Público Municipal, e tentativa deste prefeito em resolver o fato, momento em que o bom senso não prevaleceu. Da mesma forma, os mesmos elementos causaram desconforto e prejuízo as pessoas com atitudes arbitrárias durante a realização da nossa FECIATA, o que novamente reclamou a intervenção deste Prefeito. Assim, o triste episódio acontecido, tem “precedentes” e se transformou em verdadeira retaliação por parte de tais soldados, tendo os mesmos tomado imagens e divulgado nas redes sociais, ferindo de morte o direito do homem, do político e deste cidadão.

Calha ainda tornar de conhecimento público, que fui arbitrariamente algemado, agredido e acusado de estar embriagado, sem que ao menos tivessem me apresentado o etilômetro (bafômetro) para fazer o teste, já que submetido a exame médico de “corpo de delito”, nada se confirmou. E mais, fui imediatamente liberado pelo competente Delegado de Polícia plantonista em Erechim/RS, Dr. Jose Roberto Lukaszewigz.

Os esclarecimentos que ora presto a minha comunidade e a toda região, é somente no sentido de alertar a

própria corporação, a gloriosa Brigada Militar do nosso Estado, que alguns dentre seus efetivos não atuam como tenho certeza, lhes indicam seus superiores, bem como, para demonstrar a indignação do político e, principalmente, do cidadão frente ao triste acontecimento que pode conspurcar a honra de qualquer home de bem.

Sei que as autoridades constituídas saberão separar o joio do trigo e tomar atitudes para que a verdade se reestabeleça, a par das providências legais que estaremos preparando, se necessário.

Lirio Antônio Zarichta

 

Comentários estão fechados.