Intercâmbio de flores e plantas medicinais encerra as atividades de grupos em Barão de Cotegipe

92

O encontro Intercâmbio das flores e plantas medicinais, realizado nesta quinta-feira (09/11) no Clube Internacional de Barão de Cotegipe, marcou o encerramento das atividades dos trabalhos de grupos de 2017, nos quais a Emater/RS-Ascar, a Prefeitura e o Centro de Referencia de Assistência Social (Cras) desenvolvem atividades diversas.

Mais de 100 pessoas participaram da atividade. A programação foi aberta pelo prefeito Vladimir Farina, pela primeira-dama Anelice Farina, pelo secretário da Agricultura, Jolcemir Bertuoli, e pela extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Nádia da Rosa.

Na sequência foram ministradas quatro palestras em espaços no clube.  A extensionista rural da Emater/RS-Ascar do Escritório de Barão de Cotegipe, Sandra Palaviccini, palestrou sobre Flores na Culinária. “É importante introduzir gradativamente na alimentação, utilizando as flores nas saladas”, sugere. Ela também chamou atenção para o valor nutricional e medicinal das plantas. Entre as diversas plantas exemplificadas estão alfazema, amor perfeito, calêndula, camomila, capuchinha, flor de abóbora, hibisco, jasmim, marcela e rosa. Entre as plantas tóxicas destacou antúrio, flores do tomateiro, flores do pimentão e flores da berinjela, petúnia e trombateira. “Flores comestíveis têm cores, formas, sabores e aromas especiais”, disse.

O extensionista rural do Escritório Municipal de Barão de Cotegipe, Idemar Menegat, falou sobre Manejo e cultivo da cidreira. Ele destacou a importância da realização de um viveiro com mudas sadias, escolha do local adequado, prepara do solo e das mudas, e repassou dicas para controle de pragas e doenças. No mesmo local, o produtor Glademir Tomazeli fez um relato de sua experiência com o cultivo de capim cidreira no município. Tomazeli cultiva 0,5 hectare, cuja produção orgânica é comercializada na empresa Ervateira Barão. Também foram elencados alguns dos benefícios do chá de cidreira, entre eles o estímulo do sono, auxilia e alivia gases, facilita a digestão, antitérmico e é sedativo.

Em outro local, o apicultor Evandro Cantelle palestrou sobre a Criação e manejo de Abelhas Sem Ferrão – Meliponíneos. Entre as abelhas sem ferrão destacou Jataí, Manduri, Mandaguari, Uruçu Boca de Renda e Uruçu Verdadeiro.

O produtor Jandir Brunelo falou sobre Orquídeas com foco nos cuidados com o cultivo e produção e como fonte de renda. “Esta é uma atividade prazerosa e rentável”, observou.

Após o almoço de confraternização houve atividades de integração, lanche e troca das flores, sendo que cada participante levou uma planta para a troca.

 

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.