Outubro Rosa terá atividades na praça, culto ecumênico e exames preventivos em todas as UBSs

A Secretaria Municipal de Saúde de Getúlio Vargas, em parceria com o “Grupo com a Vida de Novo”, está realizando ações voltadas ao Outubro Rosa e convida toda a comunidade para participar, no dia 17 de outubro, às 16h, na Praça Flores da Cunha, do evento “Leve a Vida Cor de Rosa”, uma atividade que será realizada pela Educadora Física Aline Souto. E convida, também, para o Culto Ecumênico Rosa, que será realizado no dia 31 de outubro, às 15h30min, no Centro de Convivência do Idoso Natalício José Botolli.

Durante todo esse mês de outubro, todas as Unidades Básicsa de Saúde de Getúlio Vargas  estão   realizando  a Campanha Outubro Rosa, sendo que no dia 20 de outubro, sábado, acontece o Dia D Rosa, com atendimento das 8h até às 17h, para coleta de preventivos e solicitação de mamografias para mulheres acima de 40 anos. Será uma atividade com profissionais da enfermagem, fisioterapia, além de nutricionista e dentista. A sala de vacinação estará aberta para atualização do Calendário de Vacinação.

A coleta dos exames preventivos de colo de útero nos Distritos de Souza Ramos e Rio Toldo será realizada no dia 24 de outubro, das  8h às 11h e das 13h30min às 16h30min.

OUTUBRO ROSA

Na década de 1990, nasce em Nova York  o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico  de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade. E mais recentemente o  câncer do colo do útero está sendo incluido nessa companha. No Brasil, acontece desde 2002 e à partir de 2011 incluiu  o câncer de colo do útero em diversos estados. A publicidade adotou o tom de rosa como motivador de campanhas.

O tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Existe tratamento para câncer de mama, e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS.

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como: praticar atividade física regularmente; alimentar-se de forma saudável; manter o peso corporal adequado; evitar o consumo de bebidas alcoólicas;  amamentar.

É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas  alterações,  que podem ser: caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) o  no pescoço; saída espontânea de líquido dos mamilos. As mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica ao identificarem alterações persistentes nas mamas.

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado pelo Ministério da Saúde, Inca, Secretaria Estadual da Saúde e TelessaúdeRS  a mamografia bianual entre os  50 a 69 anos , de rastreamento, nas pacientes sem fatores de risco. Mulheres com histórico familiar de câncer de mama ou ovário têm risco aumentado para a doença, por isso, devem ter acompanhamento médico individualizado e, se for requisitado, devem realizar o exame a qualquer momento.

O câncer de mama  é seguido pelo câncer de colo de útero, o segundo que mais aparece na população feminina, e que constitui a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Por ano, faz 4,8 mil vítimas fatais e apresenta 18.430 novos casos.

Comentários estão fechados.