Crianças do Marista Medianeira vivenciaram o brincar de diferentes tempos

​Através do projeto Resgate e Partilha da Cultura do Brincar, as crianças do Nível 1 do Colégio Marista Medianeira vivenciaram momentos de aprendizagem, novas experiências e muita alegria. Os avós dos estudantes foram convidados a virem até o Colégio e partilharem com a turma brinquedos e brincadeiras antigas, além de relatos repletos de curiosidades e amor.

A partir da falas e da interação com os avós, os estudantes resgataram o brincar em diversos tempos e espaços, o que levou a descobertas significativas, intensificando a admiração das crianças sobre essas pessoas tão importantes em suas vidas.

As falas das crianças revelam o quanto foi importante esta experiência. Segue abaixo um texto elaborado pela professora da turma, Graciete Antunes:

Correr nunca foi tão divertido e a partir de agora tem outro significado, pois “CORRER DO LOBO MAU É MUITO DIVERTIDO”.

As trilhas nos fazem querer chegar até o final do caminho e superar os obstáculos até o destino: “PRECISA DE CONCENTRAÇÃO”.

“A ESPIGA DE MILHO NÃO É SÓ DE COMER… TAMBÉM DÁ PARA BRINCAR!”

Vamos jogar o dado e ver quantos palitos cada um vai pegar, mas “TAMBÉM PODE SER GALHO DE ÁRVORE” e depois dá para fazer todos juntos um castelo “PORQUE UM PRECISA AJUDAR O OUTRO”.

“ESSA BOLHA DE SABÃO É LINDA!”

Vamos nos esconder da vovó “1, 2. 3 …10. LÁ VOU EU… QUEM TÁ FORA É MEU”! Vamos lá… precisamos correr para a “raia”.

“TÁ QUENTE? … NÃO! TÁ FRIO AINDA… AGORA SIM… QUEIMOU!” A batata foi passando de mão em mão e está ficando quente…

Buscar a água com o balde, ajudar a mamãe nas tarefas de casa, ajudar na horta… plantar verduras… histórias que encantaram e fizeram pensar em “TAMBÉM AJUDAR MAIS A MAMÃE!”

“QUE AVENTURA!” foi esse carrinho de rolimã! Uma volta, duas voltas… três! “ATÉ OS AMIGOS GRANDES QUERIAM ANDAR NO CARRINHO!”

Fazer a carinha do “PINÓQUIO COM O NARIGÃO BEM GRANDÃO”, porque o Pinóquio disse mentiras e o “NARIZ DELE CRESCEU… CRESCEU!”

Mesa farta… adoçando a tarde com as guloseimas que a vovó adorava quando era criança. “MAS ESSA UVA SEM SEMENTES É MUITO GOSTOSA TAMBÉM!” Lá fora a chuva caia e dentro da sala só alegria!

“POLÍCIA E LADRÃO”… “ATENÇÃO! QUEM VAI PEGAR QUEM?” Correr é tão bom que “NÃO DÁ VONTADE DE PARAR!”.

“QUANTAS BOLITAS!” Com certeza tem “MAIS DO QUE UMA PARA CADA AMIGO”.

Mais uma vez o milho como brinquedo, tão maravilhoso que “EU FIQUEI APAIXONADA POR ESSA PETECA” e vamos… “É DIFÍCIL FICAR PARADA” com um brinquedo tão legal, esperar construir as outras petecas foi tão demorado!

Que alegria… As vovós também fazem bagunça… O “MORTO – VIVO” nunca foi tão divertido!

No jogo da amarelinha tem combinados e agora já sabemos que precisamos “DE PEDRINHAS” para a marcação.

A caixa misteriosa tinha “FILHOTINHOS DE VERDADE” e para fazer eles de brinquedo “É SÓ PEGAR BALÃO E ENCHER DE FARINHA!

Comentários estão fechados.