Acendimento da Chama Crioula 2020 é transferido para 2021

Acendimento da Chama Crioula, que marca a abertura dos Festejos Farroupilhas a cada ano, foi transferido para 2021, devido à pandemia da Covid-19;

A definição aconteceu em reunião online realizada ontem (9) pela presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul, Gilda Galeazzi, com os coordenadores das 30 Regiões Tradicionalistas. Para referendá-la, nos próximos dias, haverá reunião do Conselho Diretor da entidade.

Segundo Gilda, o local, o acendimento e a distribuição da Chama Crioula em 2020 ficam a critério de cada uma das 30 Regiões Tradicionalistas, dentro de suas áreas de atuação, e em conformidade com os decretos de saúde pública estaduais e municipais.

Além disso, foram anunciados o tema e a patrona dos festejos. A homenageada é a ex-primeira prenda do estado, Alessandra Carvalho da Motta e o tema, é “Gaúchos Sem Fronteiras”, sobre os desgarrados do Rio Grande que foram viver em outros estados e países.

O presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas e vice-presidente de Administração e Finanças do MTG, César Oliveira, disse que “a simbologia e importância da data terá sua continuidade e possíveis alternativas ou formatos no futuro ainda estão na dependência do decorrer do tempo”.

Conforme César, o anúncio não significa que a festa presencial irá acontecer. Uma das possibilidades, inclusive, é que sejam realizadas comemorações virtuais, pela internet.

Fonte: Diário da Manhã/Passo Fundo 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais