Educação Física da URI comemora o Dia Internacional da Dança 

Acadêmicos dos Cursos de Educação Física, bacharelado e licenciatura, da URI Erechim, marcaram de forma especial na quarta-feira, 02, o Dia Internacional da Dança, comemorado no dia 29 de abril. Foi durante a 3ª edição do projeto Vivências em Dança, desenvolvida no CTG Sentinela da Querência. Os acadêmicos, acompanhados de professores, foram recebidos pela patroa Roseli Battisti e por toda a equipe do Centro de Tradições Gaúchas.

Embora tenha sido instituída em 1982 pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), a data só começou a ser realmente lembrada no Brasil nos últimos anos. Cada vez mais, no entanto, artistas e profissionais da área reconhecem que é importante celebrar a data para, inclusive, dar maior visibilidade à dança e lembrar de sua importância.

São inúmeras as formas de manifestação que a dança pode se apresentar. Uma delas é a dança folclórica, que se desenvolveu como parte dos costumes e tradições de um povo que expressa sua manifestação cultural. Suas principais características são: integração, socialização, prazer, divertimento e respeito aos costumes e tradições.

Neste ano, a vivência desenvolvida pelo Curso de Educação Física da Universidade foi sobre tradições rio-grandenses no CTG, como a Dança Gaúcha de Salão e a Chula, onde os acadêmicos puderam ensaiar alguns  movimentos. Durante a ação desenvolvida, os alunos puderam acompanhar o ensaio da Invernada Mirim e também conhecer um pouco sobre alguns dos esportes tradicionalistas, como a bocha campeira, a bocha 48 e o truco. Como não poderia faltar, os acadêmicos e professores também puderam degustar a tradicional linguiça campeira.

Segundo alunos e professores, foi uma troca de experiência muito significativa, que possibilitou a aproximação da universidade com a sociedade, principalmente nas questões que se referem às tradições e aspectos culturais.

 

Comentários estão fechados.