Não paguei o DPVAT do carro. E agora?

O DPVAT do carro também chamado de seguro obrigatório deve estar em dia. Veja o que pode acontecer caso ocorra atraso na quitação.

Quem tem um veículo acaba tendo que pagar algumas taxas para que possa mantê-lo e uma delas é o DPVAT do carro.
Esse é o chamado seguro obrigatório e visa indenizar vítimas de acidentes de trânsito. O valor cobrado é de acordo com o tipo de veículo e, em 2019, os carros têm uma cobrança de R$ 16,21, sendo essa a mais baixa entre os veículos automotivos.
A questão é que alguns motoristas se esquecem de pagar esse seguro e ficam em dúvida de como proceder e o que pode acontecer após o vencimento.

DPVAT do carro atrasado

Quem esqueceu ou deixou de pagar o DPVAT até a sua data de vencimento, pode regularizar a situação a qualquer momento. Não é preciso emitir um novo boleto, pois se pode usar o que já possui, pois ele não gera cobrança de juros e multa.
Entretanto, quando o DPVAT do carro não é pago, ele pode gerar alguns problemas.

O motorista que não pagou essa taxa e se envolveu em um acidente de trânsito, não terá direito a receber a indenização. Já as demais pessoas envolvidas como vítimas e passageiros poderão solicitar o valor do DPVAT.

Vale ressaltar que a indenização do DPVAT não tem relação com a do seguro auto tradicional e o sinistro poderá ser coberto pela seguradora, desde que esteja dentro das regras previstas no contrato.

Uma das consequências em não pagar do seguro DPVAT é de conseguir licenciar o veículo. Para que se possa andar com os carros pelas ruas é preciso fazer o licenciamento anual.

O Detran, que é responsável por esse procedimento, não libera o licenciamento sem que o seguro obrigatório seja pago.
O veículo que estiver circulando pelas ruas com o licenciamento atrasado e passar por uma fiscalização sofrerá com as penalidades do Código de Trânsito Brasileiro.

Será cometida uma infração gravíssima, que rende 7 pontos na carteira de habilitação, apreensão do veículo e uma multa de R$ 293,47. Logo, o valor a ser pago por não cumprir com as regras acaba saindo mais caro que o pagamento do DPVAT.

Como pagar o DPVAT do carro?

O vencimento do DPVAT ocorre na mesma data do vencimento da cota única do IPVA, podendo variar de um estado para outro.
O valor não pode ser parcelado, sendo preciso pagar tudo em uma única parcela. A cobrança é feita de forma separada apesar das datas iguais e será preciso imprimir o boleto do site da Seguradora Líder.
No momento da impressão é preciso preencher alguns campos com as informações sobre o veículo é assim conseguir gerar o boleto.

O pagamento pode ser realizado nos bancos conveniados e quais são eles podem ser conferido no momento de gerar o boleto.
O DPVAT do carro possui um valor acessível, traz benefícios aos motoristas e pedestres e deve ser pago para obtenção de outras documentações do veículo. Se o seu está em atraso, não esqueça de regularizar o quanto antes.

Por Jeniffer Elaina, do SeguroDeAutomovel.org

Comentários estão fechados.