Famílias indígenas e quilombolas são beneficiadas por programa rural

Em Benjamin Constant do Sul vêm sendo realizadas ações de segurança e soberania alimentar, através de atividades individuais e coletivas, com todos os integrantes das famílias beneficiárias do projeto piloto do Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais, da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), com execução da Emater/RS-Ascar. No município serão atendidas 144 famílias indígenas das etnias Kaingang (Reserva Indígena do Votouro) e Guarani.

 

O trabalho conta com as parcerias da prefeitura, lideranças indígenas e Funai. No momento, segundo a extensionista Mariéli Luccas, estão sendo realizadas as etapas de cadastramento das comunidades participantes e das famílias a serem beneficiadas, através de visitas aos domicílios. A família de Jandira Ferreira Mota foi um das visitadas.

 

Na região do Alto Uruguai, além de Benjamin Constant do Sul, serão atendidas 22 famílias indígenas de Erebango e 18 famílias de quilombolas de Sertão.  O Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais tem como objetivo contribuir para a inclusão e emancipação social e produtiva e melhoria de qualidade de vida de famílias de povos e comunidades tradicionais do Rio Grande do Sul.

Comentários estão fechados.