Famílias indígenas e quilombolas são beneficiadas por programa rural

Em Benjamin Constant do Sul vêm sendo realizadas ações de segurança e soberania alimentar, através de atividades individuais e coletivas, com todos os integrantes das famílias beneficiárias do projeto piloto do Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais, da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), com execução da Emater/RS-Ascar. No município serão atendidas 144 famílias indígenas das etnias Kaingang (Reserva Indígena do Votouro) e Guarani.

 

O trabalho conta com as parcerias da prefeitura, lideranças indígenas e Funai. No momento, segundo a extensionista Mariéli Luccas, estão sendo realizadas as etapas de cadastramento das comunidades participantes e das famílias a serem beneficiadas, através de visitas aos domicílios. A família de Jandira Ferreira Mota foi um das visitadas.

 

Na região do Alto Uruguai, além de Benjamin Constant do Sul, serão atendidas 22 famílias indígenas de Erebango e 18 famílias de quilombolas de Sertão.  O Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais tem como objetivo contribuir para a inclusão e emancipação social e produtiva e melhoria de qualidade de vida de famílias de povos e comunidades tradicionais do Rio Grande do Sul.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais