TCE-RS homologa 1ª aposentadoria do Instituto Erechinense de Previdência (IEP)

Com pouco mais de dois anos de vida, entidade acumula R$ 50 milhões em caixa

Diretor-presidente do Instituto Erechinense de Previdência (IEP), Renato Toso, comemora a 1ª homologação de aposentadoria do IEP pelo Tribunal de Contas do RS. Trata-se da (ex) servidora Armelinda Terebinto Alberti. Trâmite levou cerca de dois anos – período considerado normal por Toso em razão do número de processos que chegam ao TCE.

# Desde sua fundação, em 31 de dezembro de 2015, o IEP já aposentou 79 servidores e concedeu 3 pensões por morte.

# Em relação à posição financeira, Toso revela que o Instituto tem, hoje, R$ 50 milhões em aplicações, sendo que o custo aproximado da folha de servidores aposentados e pensionistas é de R$ 270 mil mensais. Em 2017, na média, foi possível custear a folha apenas com os rendimentos (juros) das aplicações que, no acumulado, representam mais de R$ 4,5 milhões.

Por Salus Loch 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais