Alana, a bela guerreira

A adolescente nasceu, em 2003, com apenas 26 semanas de gestação e 720 gramas, tendo passado os três primeiros meses de vida na UTI Neonatal do Hospital de Caridade

         A origem do nome Alana é celta e significa bela. Harmoniosa. Linda.

    No caso da erechinense Alana Remus Oliveira, que completará 16 anos no próximo dia 19 de dezembro, além do encanto que o sorriso encantador traz e os olhos destacam, a tradução só fica completa se você acrescentar os adjetivos guerreira e vencedora.

    Foi assim, lutando e vencendo, amparada pelo amor da mãe, Inês, das tias, Nelci e Roseli, e dos demais membros da família natural de São Valentim, que Alana, com o suporte de toda a equipe da UTI Neonatal do Hospital de Caridade de Erechim, superou seus primeiros dias de vida depois de vir ao mundo com apenas 26 semanas de gestação, pesando 720 gramas distribuídas num frágil corpo de 34 centímetros, que cabia na palma da mão dos médicos Alberto André Pippi Schmidt, Sergio Bigolin, Rejane Inês Mores, Elcio Zanardo e Cesar Assoni, responsáveis por acompanhar, desde o início, a heroica saga de Alana – que passou os três primeiros meses numa incubadora da UTI Neonatal do HC (onde foi batizada). Lá, mais do que peso e melhores condições de saúde até ir para casa, ela ganhou o respeito daqueles que conheceram sua história.

Exemplo

    Em alusão à IV Semana de Sensibilização ao Dia Mundial da Prematuridade do HC, a experiência de Alana e Inês foi compartilhada com um número ainda maior de pessoas após participação das duas durante o IV Encontro de Confraternização entre Mães de Prematuros do Hospital de Caridade, no ginásio do SESC, no fim de novembro.

    Ao longo do testemunho, que emocionou a todos, restou o ensinamento de Inês – que disse jamais ter deixado de lado a fé em Deus e na ciência. ‘Foi um milagre’, definiu a mãe, agradecendo o esforço dos profissionais do Hospital em cada etapa do processo.

    Já Alana – que sonha em estudar inglês em Toronto, no Canadá, e em ser bióloga para realizar pesquisas a fim de ajudar a construir um mundo melhor – destacou, com voz doce e afetiva, que o principal ensinamento trazido da infância diz respeito a importância da força de vontade na busca pela superação das adversidades, sejam elas quais forem.

A UTI Neonatal

    A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI Neonatal) do Hospital de Caridade conta com seis leitos e concentra os principais recursos – humanos e materiais – necessários para dar suporte às funções vitais do bebê prematuro. Nela, os bebês e seus familiares são assistidos por uma equipe de especialistas (médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos) e contam com equipamentos que lhe garantirão as funções vitais nas primeiras horas e dias de vida. Em 2020, o HC inaugura uma nova UTI Neonatal, mais moderna, maior e ainda mais preocupada em garantir o futuro de crianças como Alana, a bela guerreira.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais