O PDT pode estar deixando o governo

Na última terça-feira foi realizada reunião do diretório municipal do PDT para discutir assuntos relacionados ao partido, mas o encontro acabou tomando outro rumo. Na reunião esteve presente um grande número de filiados e também o vice-prefeito Marcos Lando, que logo após a abertura, se retirou do local, alegando que teria outro compromisso. Outra ausência sentida pelos filiados foi do único secretário do partido no governo, Cláudio Silveira.
Mas o assunto que os filiados queriam discutir é a relação entre o prefeito Luiz Francisco Schmidt e o PDT. O debate aconteceu em tom forte e a maioria dos presentes defendeu que o presidente do partido, André Jucoski, mantenha reunião com o prefeito e dependendo do resultado da conversa, no início de 2018 o PDT, que tem o vice-prefeito e um secretário, deixe o governo e se torne um partido independente.
Em minha opinião falta coragem para que o PDT deixe o governo. Schmidt sabe como poucos trabalhar com essas supostas rebeldias dos pedetistas. É só prefeito sinalizar que vai resolver alguns probleminhas de interesses de alguns membros do partido e tudo continuará como antes. É só aguardar para conferir.

 

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais