O PDT pode estar deixando o governo

Na última terça-feira foi realizada reunião do diretório municipal do PDT para discutir assuntos relacionados ao partido, mas o encontro acabou tomando outro rumo. Na reunião esteve presente um grande número de filiados e também o vice-prefeito Marcos Lando, que logo após a abertura, se retirou do local, alegando que teria outro compromisso. Outra ausência sentida pelos filiados foi do único secretário do partido no governo, Cláudio Silveira.
Mas o assunto que os filiados queriam discutir é a relação entre o prefeito Luiz Francisco Schmidt e o PDT. O debate aconteceu em tom forte e a maioria dos presentes defendeu que o presidente do partido, André Jucoski, mantenha reunião com o prefeito e dependendo do resultado da conversa, no início de 2018 o PDT, que tem o vice-prefeito e um secretário, deixe o governo e se torne um partido independente.
Em minha opinião falta coragem para que o PDT deixe o governo. Schmidt sabe como poucos trabalhar com essas supostas rebeldias dos pedetistas. É só prefeito sinalizar que vai resolver alguns probleminhas de interesses de alguns membros do partido e tudo continuará como antes. É só aguardar para conferir.

 

Por Egidio Lazzarotto

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.