Estacionamento Rotativo pode acabar na justiça

A Secretaria Municipal de Administração publicou na última quarta-feira (06) edital de homologação do resultado da licitação do Estacionamento Rotativo Pago. Restou vencedor o Consórcio Stacione Rotativo Ltda, que tem 90 dias para iniciar o serviço, após assinatura do contrato. Haverá também um período de testes que se estenderá por 15 dias. A Secretaria Municipal de Administração publicou na última quarta-feira (06) edital de homologação do resultado da licitação do Estacionamento Rotativo Pago. Restou vencedor o Consórcio Stacione Rotativo Ltda, que tem 90 dias para iniciar o serviço, após assinatura do contrato. Haverá também um período de testes que se estenderá por 15 dias. Mas apesar de a notícia soar como ótima, indicando o fim do suplício para encontrar uma vaga de estacionamento no centro da cidade, as rosas deste jardim ainda tem espinhos. A homologação do resultado decreta o fim da fase de recursos administrativos, mas vale lembrar que a outra empresa que disputava o serviço, a Tecnopark, teria oferecido pagar 21,2% do seu faturamento bruto ao município, enquanto o Stacione, ofereceu 10,50% e o caso pode ser levado para a justiça. Já o secretário de Administração, Valdir Farina, informou anteriormente a este colunista que, o projeto da Tecnopark não atendia a 28 quesitos do termo de referência, o que tornava a proposta inexequível, enquanto o Stacione possuía apenas quatro problemas, “o que poderia ser resolvido com maior facilidade”. Agora é aguardar pelo próximo episódio desta série, que pode ser o último ou ganhar mais uma temporada no próximo ano.

 

Por Alan Dias

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.