“Inteligência Emocional e Atitude Mental” foi tema de palestra na ACCIE

Mais de 400 pessoas participaram, na noite de sexta-feira, 5, no Pólo de Cultura, da palestra “Inteligência Emocional e Atitude Emocional”, com o neurotrainer Felipe Borba. O evento foi promovido pelo Grupo de RH da ACCIE, dentro do Programa Atitude Ativa.  A palestra contou com a presença do presidente da ACCIE, Fábio Vendruscolo.

Ao iniciar sua fala, Felipe Borba anunciou que “eu vim falar com você e não falar para você”.  Segundo ele, grande parte dos profissionais são contratados pelo currículo e demitidos pelo comportamento. Isso acontece porque ele tem um alto nível de QI (Quociente Inteligência) ou competência técnica, mas baixo nível de QE (Quociente Emocional). E quando falta inteligência emocional o indivíduo perde a capacidade de tomada de decisão eficaz, liderança, comunicação e encontra dificuldades para lidar com desafios do dia a dia.

Felipe Borba questionou a plateia porque empresas do mesmo ramo, produtos com qualidades similares, preços parecidos, mesmo público alvo, na mesma cidade ou cenário de mercado, marketing parecido, e aí uma prospera e a outra não? “Em geral isso ocorre devido as competências comportamentais das pessoas envolvidas, ou seja, habilidade de liderança, comunicação, inteligência emocional, relacionamento interpessoal, educação financeira, entre outros. Desenvolver as habilidades emocionais (Q.E) é um grande diferencial competitivo”, afirmou.

“Quando você entrar na mentalidade certa, irá evoluir em pouco tempo muito mais do que você evoluiu a vida toda. Toda mudança começa com o primeiro passo na direção certa e aperfeiçoando as habilidades no caminho”, ensinou. Segundo ele é necessário mudar a lógica, pensar e fazer diferente. Existe uma máxima que diz: preparar, apontar, fogo. Mas a realidade da maior parte das pessoas é que preparam e apontam, mas o fogo não acontece, elas adiam ou não agem. Para Felipe, existem dois fatores que as impedem de agir e realizar suas ideias e projetos, são elas: procrastinação e perfeccionismo. Muitas vezes ficamos esperando o momento certo e não começamos. Prepare-se o suficiente, comece a ideia, projeto ou mudança e depois vá aprimorando constantemente no caminho, ou seja, “preparar, fogo e aprimorar” são as palavras chaves. E alertou: “seja líder e não seguidor”.

Comentários estão fechados.