Caminhão tomba e provoca vazamento de carga tóxica em Erechim

Acidente de trânsito mobilizou órgãos de segurança, na tarde desta quarta-feira, 09 de maio, em Erechim. Por volta das 13h20min, um caminhão tanque, placas de Quatro Barras/PR, que se deslocava sentido Santa Catarina/Erechim, acabou tombando ao atravessar o trevo de acesso ao município de Gaurama, na BR 153 em Erechim.

O veículo parou fora da pista, o impacto provocou danos no tanque, e o produto que estava sendo transportado, peróxido de hidrogênio, acabou vazando no solo.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e a área foi isolada, já que os vapores formados devido ao vazamento são tóxicos e podem levar a óbito se inalados. Na sequência os bombeiros passaram a resfriar o compartimento, pois contato com fagulhas, faíscas ou altas temperaturas poderiam provocar a combustão da carga.

O condutor recebeu os primeiros atendimentos pela equipe da Ambulância Cidadã e foi encaminhado ao hospital pelo Samu. Segundo informações, ele teria sofrido apenas ferimentos leves.

O Corpo de Bombeiros e uma equipe da Polícia Rodoviária Federal permanecem trabalhando no local. Uma equipe técnica da empresa a qual pertence o caminhão estaria em deslocamento para providenciar os devidos encaminhamentos à carga.

 

Peróxido de Hidrogênio – Informações de Segurança

Inalação: Irritação do nariz e garganta, tosse, e no caso de exposições repetidas ou prolongadas há risco de dor de garganta, perda de sangue pelo nariz.

Contato com a pele: Pode causar irritação e/ou queimaduras na pele. Irritação e branqueamento passageiro na zona de contato.

Contato com os olhos: Irritação imensa, lacrimejamento, vermelhidão dos olhos e edema das pálpebras, risco de lesões graves ou permanentes nos olhos.

Ingestão: Face pálida e cianozada, intensa irritação, risco de queimaduras, perfuração digestiva com estado de choque. Abundantes secreções da boca e do nariz, com risco de sufocação, risco de edema da garganta, com sufocações, tumectação do estômago, eruptações, náuseas e vômitos, tosse, risco de broncopneumonia química por aspiração do produto para as vias respiratórias.

 

Por Alan Dias

Comentários estão fechados.