Câmara realiza atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher

O 8 de março, mais do que ser um dia de comemorações, é uma data que representa a luta das mulheres por uma sociedade justa e igualitária. Em todos os dias, mas especialmente neste Dia Internacional da Mulher, é necessário que se pense no papel das mulheres na sociedade e principalmente na política. Em alusão à data, a Câmara Municipal de Vereadores de Erechim realizou, na manhã desta quinta-feira (8), uma série de atividades para todas as suas funcionárias, como forma de homenageá-las e propor reflexões acerca do empoderamento feminino.

Durante a confraternização entre as mulheres que trabalham na Casa, as vereadoras Eni Scandolara (Progressistas) e Sandra Picoli (PCdoB) ressaltaram a importância da data, bem como a posição que a mulher deve ter na sociedade, não sendo relegada a um papel secundário em relação ao homem. “Hoje é um dia de reflexão, mas também de comemorarmos todos os avanços que nós, mulheres, já conseguimos. Demoramos muito, mas avançamos muito”, afirma Eni, propondo uma participação maior das mulheres nas decisões políticas. “Temos que trazer para a vida pública estas questões que dizem respeito às mulheres, motivá-las a estarem na vida pública caminhando ao lado dos homens, tomando decisões, ajudando a pensar a cidade, o estado e o país”, frisa a parlamentar.

Já Sandra chama a atenção para o fato de que, mesmo com avanços e conquistas ao longo dos anos, muitas mulheres ainda sofrem preconceito e vivem em condições de submissão em relação aos homens. “Nós que chegamos até aqui temos que lutar para que as outras mulheres possam se libertar do machismo, do preconceito, da violência doméstica, ter sua independência financeira, seu empoderamento”, aponta a vereadora, que considera fundamental o debate por uma sociedade igualitária. “Não queremos ser maiores ou melhores do que ninguém. Queremos igualdade. Sabemos que as mulheres representam a maior parte da população desempregada no país e recebem menos que os homens. Ainda temos muito o que lutar”, afirma Sandra.

Também fez parte da programação uma palestra com a psicóloga Carla Lima, que abordou temas referentes à autoestima e ao empoderamento feminino. A profissional ressaltou a importância das mulheres se valorizarem e entenderem que cada uma é diferente da outra, mas que todas são belas.

Comentários estão fechados.