Erechinenses indignados com o matagal dos passeios públicos

Durante a semana a assessoria de comunicação do município enviou a imprensa uma matéria sobre a importância de manter terrenos limpos, em Erechim. Assim que postada pelo Jornal Boa Vista e divulgada na Rádio Cultura, uma “chuva” de ligações e comentários/fotos na postagem do jornal davam conta das mais diferentes indignações.

Além dos relatos dos terrenos baldios nos mais diferentes bairros da cidade, as principais queixas referem-se a falta de manutenção/limpeza dos passeios públicos.

Quando o assunto são os terrenos, um dos leitores diz que perto da sua residência tem uma vasta área com mato e os mais diferentes animais peçonhentos. “Faz anos que frequento a prefeitura para que o dono limpe, a última vez tive que ouvir asneiras do pessoal da secretaria do Meio Ambiente (fiscalização). O proprietário limpou só uma parte e o fiscal passou a mão na cabeça alegando que o terreno é muito grande”.

Já uma leitora lembrou de outra dificuldade: “O problema é que a denúncia é só pessoalmente, uma vez dava para fazer pela ouvidoria. Agora, o meio ambiente devolve para a ouvidoria a reclamação e não cumpre”.

Mas, as principais reclamações referem-se aos passeios públicos, os leitores concordam que a limpeza dos terrenos é necessária, mas cobram a municipalidade: “Concordo com a limpeza, agora a própria prefeitura não faz a parte que lhe compete, a exemplo dos passeios públicos na rua Sidney Guerra. As pessoas são obrigadas a dividir a pista com os automóveis para poderem se deslocar, isso ninguém da prefeitura observa. Até quando?”, questiona moradora das redondezas.

As fotos asseguram a fala de cada leitor, o passeio da Rua João Batiston até a esquina com a Luiz Francisco Baratieri, está tomado pelo matagal, na Torres Gonçalves, nas proximidades do INSS, a situação é muito parecida.

O mesmo se repete na Rua Fausto Demoliner, Rua Zero Hora e tantas outras mencionadas.

Por Carla Emanuele 

 

Comentários estão fechados.