Atlântico perde para Assoeva no primeiro jogo da final da Liga Gaúcha

As duas melhores equipes da temporada gaúcha entraram em quadra na noite desta sexta-feira, dia 8 de dezembro, no Ginásio Poliesportivo do Parque do Chimarrão, em Venâncio Aires/RS, no primeiro jogo da Final da Liga Gaúcha de Futsal 2017.
O técnico Fernando Mafalai, da Assoeva, iniciou com André Deko, Daniel, Renatinho, Valdin e Boni. Giba, técnico do Galo erechinense, começou com Vilian, Djony, Nenê, Café e Keké.
Foi um confronto muito movimentado, com as duas equipes jogando para a frente e mostrando qualidade nas finalizações, que pararam nas defesas de Djony e André Deko. Numa jogada individual, Valdin acabou marcando para a equipe da casa, aos 6min52: Assoeva 1 X 0 Atlântico URI Erechim. Faltando 47 segundos para o final da primeira etapa, sexta falta cometida pelo Galo. Sacon bateu para defesa de Djony. Intervalo de jogo no primeiro jogo válido pela Final da Liga Gaúcha de Futsal de Futsal 2017, no Ginásio Poliesportivo do Parque do Chimarrão, em Venâncio Aires/RS: Assoeva 1 X 0 Atlântico URI Erechim.
O segundo tempo iniciou com mais intensidade do verde-rubro, enquanto a Assoeva buscava cadenciar a partida. As chances foram se acumulando para os dois lados. Aos 15min03 da segunda etapa Renatinho escorou para Daniel deslocar o goleiro do Galo, ampliando para a Assoeva: 2 a zero. O verde-rubro entrou com Murilo como goleiro-linha. O jogo ficou aberto com chances claras tanto para os donos da casa como para os visitantes. Numa roubada de bola, faltando 15 segundos para o final, Daniel roubou a bola e bateu de longe para fazer mais um para a equipe da torcida febre amarela: Assoeva 3 a zero. Ainda deu tempo de Keké deixar a sua marca de artilheiro, descontando para o verde-rubro, quando faltavam 3 segundos para o final. Final de jogo em Venâncio Aires: Assoeva 3 x 1 Atlântico URI Erechim.
As duas equipes voltam à quadra na próxima quinta-feira (14), desta vez no Caldeirão do Galo, em Erechim, no segundo e decisivo confronto da Final do Estadual.
Com a vitória no primeiro jogo, a Assoeva joga por uma vitória ou mesmo um empate no tempo normal da segunda partida. Já o Galo necessita vencer no tempo normal para forçar a prorrogação. O tempo suplementar será disputado em dez minutos, divididos em dois tempos de cinco minutos sem intervalo, fazendo-se apenas a inversão de lados. Se ao término do período suplementar persistir o empate, serão executadas três cobranças de tiro livre direto na marca da penalidade máxima, definindo então o campeão Estadual.

 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.