Roda de Conversa sobre Gênero pauta encontro no CREAS

Tendo como local a sede do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), ocorreu na tarde desta segunda-feira, 8, a Roda de Conversa Sobre Gênero, dentro da Campanha Nacional Outubro Rosa, desenvolvida entre as Pastas da Assistência Social e Saúde. Focada na questão da violência contra a mulher, atividade contou com a apresentação do documentário catarinense “Sozinhas”.

Os trabalhos foram abertos pela Assistente Social Cláudia Pires, Chefe do CREAS, oportunidade em que destacou o tema de extrema importância, ou seja, a violência contra a mulher. Uma oportunidade de iniciar um debate (grupo de estudos com parceiros), troca de informações sobre o tema e um momento de reflexão entre todos.

Pontuou-se que muitos casos de violência chegam ao CREAS no que se refere contra a mulher, ou seja, de janeiro a setembro foram 97 casos de mulheres atendidas, 40 de violência física, 10 de violência sexual e 14 de violência psicológica.

“A partir de agora é necessário fazer uma reflexão, principalmente no que se refere a questão de gênero. Foram levantados 49 casos de ameaças contra a mulher, 164 casos com lesão corporal, mas nem todos chegam até nós. Com relação a estupro, são oito em Erechim”.

Na oportunidade foi apresentado um áudio visual que faz um levantamento das escolhas individuais e o que isso traz de problemas através das escolhas da sexualidade.

Foram relatados casos reais e a discussão sobre o tema e a sociedade. “Os olhares têm que ser observadores e críticos. Há a necessidade de identificar as questões de gênero na sociedade. Começar a pensar e discutir sobre o tema, olhar a atitude, não de julgamento”.

 

Comentários estão fechados.