Com quem irá coligar o partido do prefeito Schimdt?

Neste feriadão surgiram várias informações sobre o futuro do PSDB, o partido do prefeito Luiz Francisco Schmidt. Algumas delas dão conta que lideranças dos tucanos estariam tentando convencer Schmidt a concorrer à reeleição. Outras, que o pré-candidato Roberto Fabiani, está com dificuldades de encontrar um vice e consequentemente, inviabilizando sua candidatura. Ainda, que o PSDB teria uma dobradinha própria e que o vice de Fabiani seria um empresário do partido. Por fim, que Fabiani estaria prestes a desistir de concorrer e o partido, poderia apoiar uma outra candidatura. Diante disso, entrei em contato com o presidente do PSDB, Alan Festugatto, para responder tais informações.

Festugatto disse que seria de uma pretensão absoluta emitir qualquer comentário neste instante, onde as coisas estão tão indefinidas. “Os nomes no meu entendimento não podem servir de empecilho para chegarmos a um consenso, devem unir e representar uma chapa que demonstre capacidade de aglutinação. Estamos em um momento decisivo, onde, quem se dispor a estar em uma chapa majoritária, estará se dispondo não somente com o nome, e sim, com as mais variadas responsabilidades que representar um grupo e que uma campanha exigem. A minha pergunta é: Quem realmente está disposto e preparado?”, questionou o presidente do partido.

Ainda comentou que o PSDB trabalhou na formalização de um grupo que hoje “enche os olhos daqueles que o conhecem. Lideranças dos mais variados segmentos, focados a contribuir com a nossa cidade dentro das bandeiras e ideais de cada um. Entendemos que somos parte importante no processo, pela seriedade que está administração demonstrou, pelas inúmeras realizações e pelo grupo coeso que dispõe”, finalizou Alan Festugatto.

Por Egidio Lazzarotto 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais