UBS de Gaurama orienta sobre a prevenção das doenças de inverno

Resfriado, gripe, amidalite, bronquite, sinusite, dentre outras, são mais comuns no frio

Chegamos na estação mais fria do ano e com ela, algumas doenças se tornam mais comuns e aumenta a demanda por consultas, exames e medicamentos na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Gaurama. “Por entendermos que a prevenção das doenças é o melhor investimento, estamos fazendo uma campanha de orientação para a prevenção das doenças mais comuns de inverno. São medidas simples, que, se aplicadas corretamente, manterão a saúde da nossa população”, afirma a secretária de Saúde, Márcia Wosniak  Devens.

A médica Ana Paula Silveira de Oliveira, é uma das profissionais que atendem na UBS. Ela explica que nessa época as pessoas se concentram mais em locais fechados, tomam menos água, fazem menos exercícios físicos, a alimentação muda também, existe a falta de umidade do ar. “Essas mudanças de rotina, acabam deixando o nosso sistema imunológico mais frágil e, assim, o corpo fica propenso a contrair doenças. Estudos demonstram, e pelo aumento da nossa demanda aqui na UBS, posso afirmar que, a partir do momento que a temperatura começa a oscilar, as doenças respiratórias tornam-se mais frequentes e diminuem com o aumento da temperatura”, diz.

Por conta desse aumento de demanda, a médica diz que é preciso agir de forma preventiva e não focar apenas no tratamento. “Depois que os vírus e as bactérias já se encontram alojados no nosso organismo, temos que tratar, porém, há maneiras de evitar o adoecimento”, explica.

Seguem algumas dicas de prevenção:

– Mantenha o corpo hidratado. Beba cerca de dois litros de água ao dia e priorize sucos naturais ou água de coco no lugar de refrigerantes.;

–  Para evitar processos alérgicos, lave suas roupas de lã guardadas desde o inverno passado antes de utilizá-las assim como os cobertores, evite tapetes, cortinas e pelúcias que acumulem poeira;

– Evite varrer a casa, utilizando panos úmidos para a limpeza e controle o aparecimento de mofos;

– Lave sempre as mãos com água e sabão antes de comer. Na impossibilidade disso, passe álcool em gel antes das refeições;

–  Se os sintomas da gripe ou resfriado comum não passarem entre 24h e 48h, procure um médico para fazer a avaliação;

– Evite aglomerações e mantenha os ambientes arejados;

–  Não tome banho com água muito quente, pois pode causar ressecamento de pele. Use creme hidratante e protetor labial;

–  Cuidar sempre do contato e vacinação dos animais domésticos;

– Tenha uma vida saudável com boa alimentação e exercícios físicos;

– Faça a limpeza nasal com soro fisiológico. Essa atitude evita a proliferação de bactérias que evoluem para casos de sinusite e outras doenças respiratórias. No caso das crianças, faça a lavagem com o soro fisiológico e aspire com uma “perinha” (disponível em farmácias e supermercados), dessa maneira, evita-se os sintomas de congestão nasal. Aspirar a secreção proporciona à criança uma respiração melhor e ela conseguirá mamar e/ou, se alimentar.

“Essas dicas, todas as pessoas podem colocar em prática e certamente farão grande diferença no combate às doenças de inverno. O indicado é procurar um médico entre as 24h e 48h após o surgimento dos sintomas da gripe ou resfriados, pois elas têm um ciclo e nem todos os casos, a utilização do antibiótico é necessária. Nesse caso, o médico poderá ser mais assertivo no diagnóstico”, finaliza Ana Paula.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais