Semana de muita expectativa na economia local

Os próximos 13 dias serão muitos tensos para a economia de Erechim e para os mais de mil funcionários e dirigentes da Comil, pois no dia 18 deve acontecer a última e decisiva assembleia dos credores da empresa, para aprovar ou rejeitar a proposta de recuperação. Se for rejeitada, a justiça pode decretar a falência da mesma, mas segundo algumas informações de advogados, tudo está bem encaminhado e tem tudo para dar certo. A proposta que a empresa está encaminhando para assembleia já estaria negociada com muitos credores, principalmente com os bancos, mas enquanto não for batido o martelo, fica no ar muita preocupação, não apenas das famílias que trabalham na Comil, mas também para toda a economia de nossa cidade.

 

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais