FETRAF debate sobre os prejuízos com a greve dos caminhoneiros

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (FETRAF-RS), promoveu na tarde desta quinta-feira, 7 de junho, na sede do Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (SUTRAF- Getúlio Vargas), uma assembleia para debater sobre os prejuízos causados no campo devido à greve dos caminhoneiros.
Participaram do encontro produtores de leite, aves e suínos, que apresentaram exemplos das perdas durante os dias de greve, assim como a preocupação com o futuro devido as perdas econômicas.
Nesta sexta-feira, 8 de junho, a FETRAF-RS tem uma audiência na Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), com isso os produtores criaram uma pauta de reivindicações que será apresentada durante a reunião. “Os agricultores solicitam o Crédito de Emergência Alimentar no valor de R$ 10.000,00 as famílias atingidas pela mobilização, assim como a anistia do troca-troca das sementes de milho e forrageiras. Os agricultores estão preocupados e com medo que mais uma vez tenham que pagar a conta, pois entendemos a legitimidade da greve, mas não podemos deixar que somente a agricultura familiar arque com os prejuízos da paralisação”, destacou o coordenador geral da FETRAF-RS, Rui Alberto Valença.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais