Tarde de campo socioassistencial reúne produtores em Estação

 

Cerca de cem pessoas participaram da Tarde de Campo Socioassistencial voltada para atividade de Segurança e Soberania Alimentar, em Estação, na segunda-feira (06/11), sediada na propriedade da família Scheuchuk. A atividade foi promovida pela Emater/RS-Ascar com a parceria da Prefeitura e da unidade do Sicredi de Estação.

Os participantes receberam as boas-vindas do produtor Galbari, acompanhado da esposa Carmem, das filhas Aline e Carine e da netinha Ana Luiza, que agradeceu em nome da família Scheuchuk. Também deram as boas-vindas o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, e a vice-prefeita Maria Helena Tonin. Tonello agradeceu a equipe do Escritório Municipal de Estação, integrada por Marisa Secco e Cesar Panno, bem como os extensionistas Vilmar Tonello e Roseli Bonesso, e o gerente da agência do INSS, Antonio Torriani, pelas orientações aos produtores nas estações.

Tonello agradeceu à família, aos produtores, à prefeitura e ao Sicredi, e á supervisora microrregional Fernanda Tacca Angonese, destacando a importância do aproveitamento dos alimentos produzidos na propriedade, que garantem mais saúde para as pessoas. A vice-prefeita também cumprimentou a família, os produtores e agradeceu a parceria da Emater/RS-Ascar. A propriedade denominada como Recanto da Família foi elogiada pela beleza e cuidados.

Em uma das estações, a extensionista social Roseli Bonesso orientou na prática sobre o Processamento artesanal de sucos de frutas. Roseli explicou o aproveitamento das frutas, a higienização, processamento, armazenagem, maturação ideal da fruta para suco, entre outros processos. “É importante seguir o processo e manter as propriedades nutricionais da fruta e utilizar principalmente frutas da estação”, observou.

Em outra estação, o técnico Vilmar Tonello repassou orientações sobre Desidratação de frutas e plantas. Ele explicou os procedimentos para secagem artesanal de temperos, chás e frutas. Dentre as frutas estavam o figo cristalizado e em passas, caqui, marmelo, mirtilo, mamão, uva, ameixa, tomates seco e chá de camomila. Além do processo de secagem artesanal de frutas e chás, Tonello chamou atenção para as diversas opções de mercado e renda que as frutas cristalizadas podem trazer à família como mais uma alternativa de renda.

Os direitos previdenciários, entre eles a aposentadoria rural, foram abordados pelo gerente da agência do INSS de Getúlio Vargas, Antonio Mauri Torriani. Ele explicou sobre documentação, tipos de aposentadorias, além de sanar dúvidas dos produtores sobre o assunto.

No espaço da unidade do Sicredi houve sorteio de brindes, coordenados por Francieli Brandelise Biazin e Deniele Ugolini. O evento encerrou com a degustação de sucos produzidos na demonstração, das frutas cristalizadas e secas e com um lanche. A extensionsita Marisa Secco agradeceu a todos em nome do Escritório Municipal de Estação.

Comentários estão fechados.