Mensagem de Fátima, inspiração para a renovação das famílias na novena da Romaria

Pe. André Lopes, Pároco da Paróquia N. Sra. da Salette, Três Vendas, Erechim, presidiu a procissão e a missa, concelebrada pelo Pe. Gladir Giacomel, Vigário Paroquial daquela Paróquia. Na animação da celebração, equipe da mesma Paróquia e no canto, Pe. José Carlos Sala e Pe. Olírio com instrumentistas e grupo da Romaria.

Iniciando a homilia, Pe. André referiu-se à leitura da missa que apresentava Josué desafiando o povo a decidir a quem queria servir, aos falsos deuses ou ao Deus vivo e libertador, adiantando que ele e sua família serviriam o Deus da Aliança. Mencionou o evangelho da celebração que relatou a ida da Sagrada Família ao Templo de Jerusalém, quando Menino Jesus tinha 12 anos, que lá ficou sem os pais se darem conta. Ao retornarem a ele, o Menino lhes disse que devia ocupar-se das coisas do Pai e voltou com eles para casa. Maria guardava tudo no coração. Os pais de hoje e de sempre também guardam em silêncio no coração a vida dos filhos. Depois, Pe. André referiu-se a deficiências em relação às famílias, a crises pelas quais passam, especialmente pela falta de diálogo e de entendimento. Recomendou as três palavras indicadas pelo Papa Francisco para o dia a dia no lar: Obrigado, com licença e desculpe. Pediu também que não se olhe só para as dificuldades encontradas, mas também para as maravilhas vividas no aconchego do lar, no qual os pais, numa tarefa artesanal, segundo o Papa, são os primeiros mestres da fé. Desejou que todos pudessem retornar da romaria mais dóceis e mais amáveis em suas famílias.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais