Devotos de Nossa Senhora rezam pela renovação das famílias

A homilia esteve a cargo do Pe. Gabriel. Desenvolveu reflexão sobre o enfoque do dia, “Fátima e a renovação das famílias”, a partir da leitura, que falava do compromisso de Josué e sua família de servir unicamente a Deus, e do evangelho que apresentavam a Sagrada Família na peregrinação ao Templo de Jerusalém, onde o Menino Jesus ficou por três dias sem que os pais soubessem. Pe. Gabriel lembrou desafios enfrentados pelas famílias atualmente. Ressaltou princípios e valores da Sagrada Família para as famílias em qualquer tempo e lugar. Caracterizou a família como a primeira célula da sociedade, a “Igreja doméstica”, o primeiro governo, a primeira escola, o primeiro hospital, a primeira economia e a primeira instituição mediadora da sociedade. Recordou que o Matrimônio é a única instituição que une os pais aos seus filhos, que reconhece o direito natural de uma criança a ter um pai e uma mãe. Enfatizou que promover este ideal de família é tarefa custosa numa cultura adversa a ela. Observou que os pastorinhos de Fátima também sofreram muitas incompreensões, mas tudo superaram. Citou o Papa Leão XIII para quem, o divino Sol da justiça, antes de iluminar o mundo com a plenitude do seu esplendor, quis brilhar suavemente entre as paredes de um lar: a humilde casa de Nazaré. Lembrou que o Concílio Vaticano II aponta a necessidade de as famílias aprenderem os valores da vida familiar.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais