Para manter 100% em casa, Ypiranga recebe a Luverndense pela Série C

Neste domingo, 06 de maio, às 15h30min, o Ypiranga recebe a Luverdense, no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. As duas equipes estão em situação semelhante no grupo B. com 3 pontos ganhos. No entanto, o clube gaúcho jogou apenas uma partida em casa, enquanto os mato-grossenses jogaram duas dentro de seus domínios. Apesar de ser cedo e prematuro para fazer qualquer avaliação mais profunda, as primeiras rodadas da Série C podem indicar muitas coisas para o futuro da competição.

Os clubes paulistas, Bragantino e Botafogo, coincidentemente as duas únicas equipes que ainda não perderam no grupo, podem ser colocadas como grandes favoritos para buscar uma vaga nas quartas de final. As outras oito equipes possuem nível técnico semelhante. Se por um lado isso pode parecer um alento para o nosso Canarinho, por outro pode representar perigo na fuga pelo rebaixamento. Apesar de o discurso da direção do Ypiranga ser de buscar uma vaga na próxima fase da competição, prefiro colocar como principal objetivo a manutenção na Série C. Se a classificação vier, será fantástico, mas a realidade do clube hoje é esta.

As últimas edições do brasileiro tem mostrado que vencer em casa é ponto fundamental para quem tem alguma pretensão dentro da competição. Em 2017, por exemplo, o clube verde-amarelo venceu apenas o jogo contra o Mogi Mirim no Colosso da Lagoa. A campanha fora de casa foi espetacular, mas em casa o time não conseguia vencer, por isso não conseguiu a classificação para as quartas de final. Apesar de ser uma equipe recém chegada da Série B, o Canarinho precisará a qualquer custo vencer a partida deste domingo contra a Luverdense.

Um prenúncio do Acesso

A vitória com ares dramáticos do Ypiranga sobre o Glória de Vacaria, na última quarta-feira, dia 02 de maio, no Colosso da Lagoa, pela penúltima rodada da primeira fase da Divisão de Acesso, pode ser chamada de “prenúncio do acesso”. O jogo de baixíssimo nível técnico se encaminhava para um frustrante empate em 0 a 0. O Canarinho estava muito aquém daquele time de outrora que jogara bem e vencera. Após as duas modificações do treinador Márcio Nunes não darem resposta, o comandante técnico conversou com o preparador físico Alexandre Andreis, chamou o centroavante Jajá, que estava cabisbaixo por estar longe daquele centroavante artilheiro de anos anteriores. Era o último coelho a ser tirado da cartola.

Naquele momento, ao pisar com o pé direito no tapete verde do Colosso da Lagoa, Jajá olha para o céu, pede a benção de Deus e como se conversasse com os deuses da bola, pedia que aquela fosse a sua noite. Na primeira participação dele, bola alçada na área e o centroavante cutuca a pelota para o fundo das redes e garante os três pontos mais importantes do certame regional. O contexto da partida, em especial o lance emblemático do gol de Jajá, indicam que algo muito bom está reservado para o clube. Apesar da partida ter sido tecnicamente ruim, esses são os jogos que mostram realmente quem tem o algo a mais para subir. Agora é fechar a conta com pelo menos um empate contra o Esportivo, na próxima quarta-feira, 09 de maio, às 15h30min, no estádio Montanha dos Vinhedos, para garantir a liderança isolada do Grupo B.

Quartas de final

Mesmo que falte uma rodada para ser finalizada a primeira fase da Divisão de Acesso e consequentemente serem conhecidos os confrontos das quartas de final, o osso será difícil de roer. Com exceção do Tupi de Criciumal, todos os outros prováveis classificados são equipes tradicionais do futebol gaúcho. A maioria dos confrontos deverão ser jogos que seguidamente acompanhamos no Gauchão. Com tamanho equilíbrio assim, decidir a classificação dentro de casa é um fator decisivo.

Por Fabio Lazzarotto

Comentários estão fechados.