Grupo Afrodescendente representa Aratiba em comemoração aos 25 anos da URI

Em comemoração alusiva aos 25 anos da URI Erechim de 26 de fevereiro a 03 de março, uma vasta programação envolveu a ETNIA  AFRO-BRASILEIRA.

A festa das Etnias é um reconhecimento da URI à todos os povos que colonizaram  a região norte do Rio Grande do Sul, principalmente a grande região de Erechim, abrangendo todos os municípios vizinhos.

No centenário de colonização de Erechim e também de muitos dos nossos municípios, fica a nossa gratidão aos primeiros desbravadores, que com fé, garra, coragem e determinação fizeram deste chão a terra de seus sonhos.

Nas festividades de sábado (3), pode-se perceber que muito de nossa história se faz presente nas ruas e comunidades, nos pequenos grupos e nas mais diversas realidades.

A promoção e realização ficou a cargo da URI Erechim e dos Grupos Afro-Brasileiros do Alto Uruguai, dentre os quais:

  • Movimento Étnico Cultural dos Negros de Erechim – MENE;
  • Kilombagem Suburbana;
  • Griôs;
  • Grupo Afrodescendentes de Aratiba – AFRO ARA;
  • Associação de Capoeira Angola Cultura Popular – Grupo ACACP;
  • Grupo de Capoeira Povo de Angola.

O Espetáculo Cultural começou com samba de roda e arte de grafite, retratando a cultura afro-brasileira, danças, músicas, roda de capoeira, show de chorinho, dança dos orixás, batuque e coreografias.

Para o encerramento da grande noite, num coletivo Afro do Grupo Afroara e Da Capo Coral, houve a coreografia e interpretação  do Baba Yetu – tradução em Swahili do Pai Nosso, culminando arte, fé e religiosidade.

O Grupo Afroara de Aratiba, acompanhado de sua professora Fabiana Vaz, se fez presente e abrilhantou ainda mais o evento. Após houve degustação de pratos típicos da cultura Afro-brasileira.

A festa das etnias é a celebração das culturas e a val

orização dos povos.

Comentários estão fechados.