Grupo Afrodescendente representa Aratiba em comemoração aos 25 anos da URI

Em comemoração alusiva aos 25 anos da URI Erechim de 26 de fevereiro a 03 de março, uma vasta programação envolveu a ETNIA  AFRO-BRASILEIRA.

A festa das Etnias é um reconhecimento da URI à todos os povos que colonizaram  a região norte do Rio Grande do Sul, principalmente a grande região de Erechim, abrangendo todos os municípios vizinhos.

No centenário de colonização de Erechim e também de muitos dos nossos municípios, fica a nossa gratidão aos primeiros desbravadores, que com fé, garra, coragem e determinação fizeram deste chão a terra de seus sonhos.

Nas festividades de sábado (3), pode-se perceber que muito de nossa história se faz presente nas ruas e comunidades, nos pequenos grupos e nas mais diversas realidades.

A promoção e realização ficou a cargo da URI Erechim e dos Grupos Afro-Brasileiros do Alto Uruguai, dentre os quais:

  • Movimento Étnico Cultural dos Negros de Erechim – MENE;
  • Kilombagem Suburbana;
  • Griôs;
  • Grupo Afrodescendentes de Aratiba – AFRO ARA;
  • Associação de Capoeira Angola Cultura Popular – Grupo ACACP;
  • Grupo de Capoeira Povo de Angola.

O Espetáculo Cultural começou com samba de roda e arte de grafite, retratando a cultura afro-brasileira, danças, músicas, roda de capoeira, show de chorinho, dança dos orixás, batuque e coreografias.

Para o encerramento da grande noite, num coletivo Afro do Grupo Afroara e Da Capo Coral, houve a coreografia e interpretação  do Baba Yetu – tradução em Swahili do Pai Nosso, culminando arte, fé e religiosidade.

O Grupo Afroara de Aratiba, acompanhado de sua professora Fabiana Vaz, se fez presente e abrilhantou ainda mais o evento. Após houve degustação de pratos típicos da cultura Afro-brasileira.

A festa das etnias é a celebração das culturas e a val

orização dos povos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais