Até 2028 prefeitura de Erechim só terá dinheiro para Saúde, Educação e folha dos funcionários

Na manhã da última sexta-feira (4) entrevistamos na Rádio Cultura, no programa Estúdio Boa Vista, o ex-auditor do Tribunal de Contas do Estado e atual secretário da Fazenda do município de Erechim, Waldir Luiz Tomazoni. Na ocasião o mesmo fez uma avaliação preocupante sobre o futuro das contas da prefeitura. “Se a receita do município não melhorar e não baixar a folha dos servidores, daqui dez anos o orçamento será restrito para Saúde, Educação e folha dos funcionários públicos. Nós temos que aumentar a receita do município e diminuir as despesas, só assim teremos recursos para investir em melhorias nos asfaltos, estradas do interior e tantas outras demandas. Volto a repetir, se continuar assim, daqui dez anos não haverá nenhum centavo para manutenção do que já está feito”, alertou Tomazoni.

Essa também é a previsão do prefeito Luiz Francisco Schmidt, durante um bate-papo na virada do ano. “Temos que aumentar as receitas do município, atraindo novos investimentos e diminuindo drasticamente o quadro de funcionários. Se a economia não tiver uma boa recuperação, em 2028, não teremos recursos”, finalizou Schmidt.

Por Egidio Lazzarotto

 

Comentários estão fechados.