Diocese de Erechim vela e sepulta seu segundo Bispo

Depois de mais de ano de intenso tratamento de saúde devido a um linfoma no fêmur da perna esquerda, Dom Girônimo Zanandréa, segundo Bispo da Diocese de Erexim, faleceu, em sua residência, na noite deste domingo, dia 03, solenidade de todos os santos.

Seu corpo foi velado na Catedral São José com a participação de muitas pessoas das comunidades e de entidades sociais nas quais de alguma forma Dom Girônimo teve expressiva atuação. Foram celebradas 4 missas, às 07, às 09, às 11 e às 13h, além da de sua encomendação final, às 16h. Esta, com a Catedral completamente lotada, com a animação do canto pelo Pe. José Carlos Sala e o Coral N. Sra. de Fátima, foi presidida por Dom José Gislon, que o sucedeu na Diocese quando se tornou Bispo emérito em 2012 e atualmente Bispo de Caxias do Sul, e concelebrada pelo Arcebispo da Província de Passo Fundo a quem pertence a Diocese de Erexim, Dom Rodolfo Luís Weber, o Arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, um dos Bispos auxiliares de Porto Alegre, Dom Adilson Pedro Busin, mais de 40 padres da Diocese de Erexim, 2 de Passo Fundo, 1 de Vacaria, de Cruz Alta e 2 de Congregações religiosas, com a participação de 9 diáconos.

O Administrador Diocesano, Pe. Antonio Valentini, no início da celebração, fez a apresentação dos bispos, padres e diáconos e no final relacionou manifestação de condolências de outros Bispos e o decreto do Prefeito Municipal de Erechim, Luiz Francisco Schmidt, estabelecendo luto oficial por três dias no município, mensagem da Câmara de Vereadores de Erechim e do Prefeito de Viadutos. Expressou agradecimento aos médicos, enfermeiros e colaboradores que acompanharam Dom Girônimo em sua enfermidade, com destaque para o Pe. Cleocir Bonetti, que, em nome da  Diocese, lhe garantiu a melhor assistência possível.

Concluída a celebração, o corpo de Dom Girônimo foi conduzido pelos padres da Diocese de Erexim até o espaço próprio para os Bispos, em anexo à Catedral, com demorada salva de palmas dos participantes.

Na homilia, Dom José lembrou o chamado ao sacerdócio de Dom Girônimo, proveniente de família que lhe garantiu os valores fundamentais da fé cristã e da vida humana. Ressaltou que o momento era de louvor e gratidão a Deus pelo ministério presbiteral e episcopal que exerceu com zelo, não só na Diocese, mas também no Regional Sul 3 da CNBB. Citou afirmação do Papa Francisco, segundo o qual a vocação e como um diamante bruto que deve ser lapidado para que brilhe no meio do povo de Deus e Dom Girônimo cultivou a sua e ajudou a lapidar a de diversos seminaristas que ele ordenou presbíteros e homens que ele ordenou diáconos permanentes. Desde outubro do ano passado, quando foi diagnosticada a doença, sofreu muita dor, mas tinha esperança de melhorar. Confiou sua vida e missão a Deus que o chamara a testemunhar o amor e a misericórdia. Anunciou e testemunhou Jesus Cristo. Agora partiu na esperança de receber o abraço de Deus Pai e participar do banquete do Reino eterno. Referiu-se também ao lema episcopal de Dom Girônimo, “para que todos tenham vida”, que guiou seu ministério episcopal, dom de Deus, não para si mas para o povo. Ele partiu, mas ficou seu legado. Enfatizou que conhecia bem e amava o povo desta região, para o qual proporcionou intensamente a graça divina. Concluiu desejando que a Virgem Maria, da qual foi muito devoto, o acolha na morada eterna e o apresente a seu Filho Jesus, para receber a recompensa de servo bom e fiel.

Dados biográficos – Dom Girônimo nasceu no dia 09 de junho de 1936, em Benjamim Constant do Sul. Era o último dos 4 filhos de José Zanandréa e Rosa Dal Prá Zanandréa. Fez seus estudos na escola da localidade em que nasceu, no Seminário São José de Santa Maria, no Seminário de Fátima de Erechim, no Seminário Maior Na. Sra. Imaculada Conceição de Viamão. Fez Mestrado em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma / Itália (1983-1985) e Especialização em Filosofia na Universidade de Passo Fundo-RS (1977).

Foi ordenado padre no dia 03 de julho de 1964, em Benjamim Constant do Sul e bispo no dia 17 de janeiro de 1988, na Catedral São José de Erechim, por Dom Carlo Furno, Núncio Apostólico.

Como padre, foi formador no Seminário Diocesano Nossa Senhora de Fátima, Erexim-RS (1965-1977); Vigário Paroquial da Catedral São José, Erexim-RS (1978-1981 e 1986); Diretor da Rádio Aratiba, em Aratiba-RS (1982-1983); Pároco da Catedral São José, Erexim-RS (1987); Professor no Centro de Ensino Superior de Erechim-RS (CESE); Professor no Instituto de Teologia de Passo Fundo (ITEPA).

Como bispo, exerceu as seguintes atividades: Bispo Coadjutor de Erexim; Coordenador Diocesano da Pastoral; Vigário Geral e Coordenador da Cúria (janeiro de 1988-janeiro de 1996); Professor de Teologia no Instituto de Teologia e Pastoral de Passo Fundo; Bispo diocesano de Erexim ((janeiro de 1996 a junho de 2012; Presidente do Patronato Agrícola e Profissional São José de Erexim (1994-2002); Bispo referencial do Setor de Animação Missionária do Regional Sul 3 (1994-2003); Membro do Conselho Universitário da URI (1994-2012); Bispo Referencial do Setor Pastoral Familiar do Regional Sul 3; Presidente da Fundação Rádio São José Ltda.- Rádio Virtual FM.

Em 06 de junho de 2012, teve seu pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese, por motivo de idade, aceito pelo Papa Francisco, tornando-se bispo emérito. Foi nomeado Administrador Apostólico da Diocese até o início do ministério episcopal de Dom José Gislon, em 19 de agosto do mesmo ano.

—————————————.

    Nota de Condolências da CNBB pelo falecimento do bispo emérito da diocese de Erexim (RS), dom Girônimo Zanandréa

    Brasília, 04 de novembro de 2019

    Prezado irmão, padre Antonio Valentini Neto – Administrador Diocesano de Erexim.

    A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifesta seu pesar pelo falecimento de dom Girônimo Zanandréa, bispo emérito da diocese de Erexim (RS), neste domingo, 3 de novembro. Ao senhor, aos familiares e a todo o povo de Deus desta Igreja Particular, queremos nos unir em oração e em solidariedade, fazendo memória deste nosso irmão.

    Nesse momento de dor olhemos para o Cristo ressuscitado razão de nossa esperança a quem dom Girônimo seguiu e amou durante sua vida e missão.

    Segundo bispo da diocese de Erexim, o prelado que era especialista em Teologia Dogmática e Filosofia se destacou pela atuação como professor e como bispo referencial do Setor de Animação Missionária e do projeto “Igrejas Solidárias Sul 3 – Moçambique”. Com o povo Erechinense, louvamos a Deus por tantos frutos de sua atuação no decorrer dos 16 anos de pastoreio na diocese.

    Enviamos o nosso abraço a todos e asseguramos as nossas orações pelo descanso eterno de dom Girônimo Zanandréa.

    Em Cristo,

    Dom Walmor Oliveira de Azevedo -Arcebispo de Belo Horizonte (MG), Presidente da CNBB

    Dom Jaime Spengler – Arcebispo de Porto Alegre (RS), Primeiro Vice-Presidente da CNBB

    Dom Mário Antônio da Silva – Bispo de Roraima (RR), Segundo Vice-Presidente da CNBB

    Dom Joel Portella Amado – Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ), Secretário-geral da CNBB

——————————————–.

CARDEAL ORANI JOÃO TEMPESTA, O. CIST.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro

Gab/0954/2019 Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2019.

Revmo.

Pe. Antonio Valentini Neto

Administrador Diocesano de Erexim – RS

Prezado Padre,

Envio-lhe minhas condolências pelo falecimento do Bispo Emérito dessa Diocese, D. Girônimo Zanandréa.

Nosso irmão nos deixa um edificante exemplo de fé e de fidelidade à Igreja e a Cristo, na Pessoa de quem ele exerceu o ministério episcopal. Ele agora intercede por todos, no encontro definitivo com Deus, que o recebe no seu abraço misericordioso.

Em união de orações na intenção dele e dos familiares, envio-lhes minha bênção fraterna,

Orani João Cardeal Tempesta, O. Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro

———————————————————-.

Trindade (GO), 5 de novembro de 2019.

Ao Revmo. Senhor,

Pe. Antônio Valentini Neto

Administrador Diocesano de Erexim.

Vou preparar um lugar para vós e, quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós. (Jo 14,3)

É com grande pesar que recebi a notícia do falecimento de Dom Girônimo Zanandréa no último dia 3 de novembro, bispo Emérito de Erexim – RS. Uma grande perda para a nossa Igreja no Brasil, pois era um grande líder religioso.

Sua missão frente à vida religiosa foi sempre trabalhar em prol da Igreja e levar a Palavra de Deus aos que vivenciam esse amor. Foi um formador de homens, que se dedicou para as obras do Senhor. Trabalhou incansavelmente no anúncio do Redentor por onde passou. Cumpriu bem a sua missão. Sem dúvida, um exemplo a ser seguido, não somente por nós, Missionários Redentoristas, mas por todos os sacerdotes e o povo de Deus.

Como fiel e servo desta Igreja, uno-me em oração com a comunidade local dessa Diocese, juntamente com o senhor e os familiares de Dom Girônimo, pedindo ao Pai Eterno que o acolha em Sua infinita misericórdia.

Respeitosamente,

Pe. Robson de Oliveira Pereira, C.Ss.R.

—————————————————————-.

Enviaram mensagem por e-mail, telefone ou whats: Dom Paulo De Conto, Bispo emérito de Montenegro; Dom Antonio Carlos Altieri, Arcebispo emérito de Passo Fundo; Dom Demétrio Valentini, Bispo emérito de Jales, SP; Dom Liro Vendelino Meures, Bispo de Santo Ângelo; Dom Odelir Magri, Bispo de Chapecó; Dom Aloysio Dilli, Bispo de Santa Cruz do Sul; Dom Leomar Brustolin, Bispo Auxiliar de Porto Alegre; Dom Jacinto Bergmann, Arcebispo de Pelotas; amigos a Paróquia Santa Giustina, Itália, onde Dom Girônimo permaneceu algum tempo em duas oportunidades; Dom José Gislon, em nome dos bispos eméritos Paulo Moretto e Alessandro Ruffinoni e os padres de Caxias do Sul; Dom Esmeraldo B. de Farias; Pe. Presentino Rovani, saletino.

Comentários estão fechados.