Ação do MPF de Erechim condena concessionária Rumo a manter ponte férrea entre Marcelino Ramos e Alto Bela Vista

O Ministério Público Federal em Erechim obteve, na Ação Civil Pública nº 5001367-81.2018.4.04.7117, decisão favorável que condenou a concessionária Rumo Malha Sul S/A a manter e conservar a parte rodoviária da ponte férrea situada entre os Municípios de Marcelino Ramos/RS e Alto Bela Vista/SC, atualmente composta por pranchas de madeira sobrepostas aos dormentes, realizando, sempre que necessário, obras e reparos que a mantenham em perfeitas e seguras condições de sinalização e trafegabilidade pelos veículos automotores.

Além disso, a ANTT foi condenada a fiscalizar as condições e integridade de toda a estrutura do bem, incluindo a sua parte rodoviária, bem como determinar e/ou autorizar obras, reparos ou modificações na composição rodoviária da ponte.

A indefinição sobre a responsabilidade pela manutenção e fiscalização da ponte arrastava-se durante anos e, por muitas vezes, representou um obstáculo para a realização das obras necessárias à garantia da segurança dos motoristas que trafegavam pelo local, uma vez que a Rumo Malha Sul S/A, com a anuência do Poder Público, sempre foi omissa no cumprimento das suas obrigações.

A Procuradora da República Letícia Carapeto Benrdt declarou que a condenação da Rumo Malha Sul S/A e da ANTT traz significativos benefícios ao interesse público, tendo em vista que a ponte em questão é um importante meio de ligação entre os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, devendo possuir condições adequadas de trafegabilidade.

Fonte: Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais