Design FAE projeta jogos em parceria com a Aquarela Pró-Autista

Um projeto, que além de todos os requisitos técnicos, também leva amor, carinho e cuidado. Esses foram os elementos utilizados por Luís Guilherme Torres Fernandes, ao projetar um jogo para ser utilizado pelos pacientes da Aquarela Pró-Autista. Os jogos foram idealizados na disciplina de Design de Jogos Educativos, ministrada pela professora Simone Lehnhart, no curso de Design da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE).

O passo inicial para motivar a inspiração dos estudantes foi dado por meio de uma visita da turma às dependências da entidade, para uma conversa sobre autismo e sobre o trabalho desenvolvido pela Aquarela. “A turma foi muito bem recebida pela psicóloga Marciele Devaliere e coordenadora Neiva Jurkovski, que não mediram esforços para transmitir as informações necessárias para a fundamentação dos projetos”, conta a professora Simone, que acompanhou os acadêmicos.

“Acredito que o amor que é colocado na Aquarela é sentido por qualquer visitante ou pessoa que se envolve com a instituição, é algo muito emocionante ver e ouvir os relatos das pessoas que trabalham lá. Eu vi mais que uma instituição, eu vi uma família ali, onde todo mundo batalha para conseguir manter tudo em ordem, onde todos são iguais e onde os sorrisos são o bem mais valioso”, enfatiza Luís.

Tendo as pessoas como centro em seus processos, os futuros designers também vivenciaram a importância de dar o seu melhor para fazer o bem. “A cada explicação dos casos, da maneira como eles trabalham para dar um suporte melhor de vida para as pessoas que frequentam a entidade, é algo que nos emocionou e nos tocou muito deixando-nos ainda mais dedicados a fazer algo que pudesse de alguma forma ajudar também”, complementa a acadêmico do 5º semestre.

Na noite da última segunda-feira (1), os estudantes apresentaram os protótipos dos jogos à psicóloga da Aquarela, Marciele Devaliere, e à professora Simone. “Os jogos auxiliarão os nossos usuários em seus tratamentos. A terapia com a criança com Transtorno do Espectro Autista é lúdica. A estimulação é sempre por meio dos jogos e do brincar, por isso cada jogo será extremamente importante para cada criança”, avalia a psicóloga.

Além de integrar a Faculdade com a sociedade, a proposta da disciplina também teve como objetivos instigar a responsabilidade social dos futuros profissionais e estimular o reconhecimento da pesquisa e do estudo como primordiais no processo de Design.

Comentários estão fechados.