Aratiba em prol de alimentação saudável e geração de renda

Um projeto visando empreender melhores condições de vida no meio rural e tornar a agricultura de Aratiba um destaque regional, fortalecendo a relação do homem do campo com sua realidade e o meio em que vive, tem sido um sucesso. Em Aratiba a Agroecologia vem sendo fortalecida pelo comprometimento de inúmeras entidades e parceiros e abraçada pelos agricultores, ganha o enfoque e a aceitação de toda a população, que acredita na importância de uma alimentação mais saudável e diversificada advinda da comunidade local.

Preocupados com a sustentabilidade ambiental e econômica das pequenas propriedades e com nova fonte e geração de renda, os produtores aderem ao projeto investindo capital e expectativas de um mercado promissor, tanto para a produção, como para o desfio de quebrarmos paradigmas de investimentos no meio rural, sem agrotóxicos e agressões ao meio ambiente.No município, o Projeto Municipal de Incentivo à Produção e Consumo de Alimentos  Agroecológicos, iniciado em 2017, conta com o apoio de entidades e secretarias e tem por objetivos, “incentivar a produção e consumo de  alimentos ecológicos, gerando empregos e renda no meio rural com melhoria da qualidade de vida para toda a comunidade Aratibense, possibilitar um maior reconhecimento e valorização do trabalho das mulheres em nosso município, diminuição no uso de agrotóxicos e insumos químicos, estimular as agroindústrias e fortalecer os laços cooperativos de organização, solidariedade e acesso a orientação técnica, estimulando as estruturas dinâmicas  coletivas de circulação e comércio justo de alimentos”.

Segundo o prefeito Municipal de Aratiba, Guilherme Eugênio Granzotto,  “esse projeto vem de encontro com as necessidades de repensarmos nosso estilo de vida, alimentação e relação com o meio ambiente, sendo um diferencial de geração de renda e sustentabilidade econômica para nossas propriedades”.

O poder público de Aratiba investe  e reconhece a iniciativa, luta e persistência de muitos agricultores, entidades e apoiadores desta causa: Agroecologia, bom para quem produz. Melhor para quem consome.

Na propriedade do Nelson Fornazieri, na Linha Piana – Aratiba, a diversidade e qualidade dos frutos, garantem alimentos saudáveis e retorno financeiro ao produtor. Segundo ele, “a  agroecologia e a produção orgânica são um mercado onde produtores e consumidores optam por escolher maneiras mais saudáveis e naturais de produzir e consumir”. Investir neste mercado é a oportunidade de nova renda e de fomentar a economia rural.

Comentários estão fechados.