Acadêmicos de Direito realizam viagem de estudos em Foz do Iguaçu

Através de um projeto de extensão que completa 10 anos, acadêmicos da turma 2014/2 Noturno, do Curso de Direito da URI Erechim, tiveram a oportunidade de participar de uma viagem de Estudos a Foz do Iguaçu, acompanhados pela Coordenadora do Curso, professora Simone Gasperin de Albuquerque e pelas professoras Vera Maria Calegari Detoni e Alessandra Biasus.  A viagem de estudos faz parte de um Projeto de Extensão desenvolvido pelas titulares das disciplinas de Direito Ambiental e Direito Internacional Público.

         O objetivo da viagem é verificar a complexidade de se avaliar os impactos ambientais em empreendimentos de grande porte, conhecer os programas ambientais desenvolvidos pela Hidrelétrica de Itaipu, seu regime jurídico, destacando que até 2017, mais de 21.778.339 pessoas das mais diversas nacionalidades estiveram realizando esta visita. Os acadêmicos tiveram a oportunidade de fazer uma visita panorâmica da barragem e conhecer os diversos programas ambientais desenvolvidos em Itaipu. Em outro aspecto, foi interessante para os acadêmicos observar as inovações tecnológicas e os projetos desenvolvidos pela Itaipu Binacional, que é uma empresa internacional com regime especial contemplando o Brasil e o Paraguai desde a sua fundação.

          A viagem incluiu ainda, visita ao Parque Nacional do Iguaçu e as cataratas do Iguaçu, consideradas uma das maravilhas do mundo. Nestes locais os alunos conheceram as formas de administração e conservação ambiental, desenvolvidas pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade.

        A visita técnica também proporcionou uma reflexão sobre a preservação da natureza e a importância de projetos ambientais sustentáveis.

        De acordo com a professora Simone, “é fundamental que o acadêmico faça uma reflexão teórica e prática, fazendo pontes dos marcos conceituais estudados na academia com a realidade social. Sem dúvida, muito mais do que um momento de reflexão e estudos, foi uma oportunidade de integração e lazer entre os participantes”.

        Para a professora Vera, idealizadora do projeto, “uma das visitas mais significativas é a do ECOMUSEU, onde os acadêmicos visualizam uma maquete de toda a extensão da barragem de Itaipu, dos programas desenvolvidos para o resgate das comunidades atingidas e curiosidades como o painel grafitado no alojamento dos trabalhadores da construção da usina”.

Comentários estão fechados.