Legislativo aprova Projeto de Resolução que permite votação remota

Aprovado por unanimidade na tarde de segunda-feira (04), Projeto de Resolução de autoria dos vereadores Flávio de Barcellos, Renan Soccol, Leandro Basso e Claudemir de Araújo, que autoriza, no âmbito da Câmara Municipal de Vereadores de Erechim, o acompanhamento remoto das sessões legislativas ordinárias e extraordinárias, dos vereadores que comprovadamente pertencem a grupos de riscos (idosos e com doenças crônicas).

Ao justificar a iniciativa os vereadores consideraram a manutenção do cenário de pandemia causado pelo novo Coronavírus, os recentes protocolos emitidos pela Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde, o estado de Calamidade Pública declarado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul e o Decreto do Município de Erechim, dispondo sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio.

Ressaltaram também exemplos adotados pela Câmara dos Deputados, Senado, Assembleia Legislativa, e outras Câmaras de vereadores, bem como o grande número de dispositivos e sistemas eletrônicos atuais que possibilitam a participação remota, como por exemplo o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo Remoto (SAPL-R) criado pelo Interlegis para que as Câmaras Municipais e as Assembleias Legislativas possam dar continuidade às votações de matérias, mesmo durante o período de contenção à Covid-19. O Interlegis oferece o sistema, apoio e treinamento gratuito para o uso do SAPL-R de forma remota e o manual de utilização.

De acordo com a resolução os meios necessários para possibilitar o desenvolvimento das atividades à distância serão escolhidos e colocados em prática pelo administrativo da casa.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais