RESPOSTA À DENÚNCIA PÚBLICA VEICULADA PELA EMPRESA SYSTEM

No final da tarde de terça-feira (3), a empresa ​​IPM Sistemas, emitiu nota em resposta à denúncia pública veiculada pela empresa erechinense System.

Nota:

​​Em 03 de dezembro de 2019 a empresa SYSTEM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES LTDA, por seu Diretor Geral, publicou nesse espaço jornalístico o que intitulou como “Denúncia Pública à Comunidade Erechinense”, para fazer levianas imputações de direcionamento do Edital de Licitação nº 175/2019 do Município de Erechim/RS visando a contratação de novos sistemas informatizados de gestão pública.

​​Nesta “Denúncia” faz expressa referência a esta empresa, como sendo uma das beneficiárias de processo licitatório, razão pela qual nos cumpre responder a estas graves e inconsequentes acusações, que não retratam de modo algum a realidade dos fatos, senão o indisfarçável inconformismo concorrencial.

​​O Edital contém especificações atuais, necessárias e comuns de mercado para sistemas de nova geração, já aprovadas e utilizadas largamente por centenas de municípios e entidades públicas. Diversos municípios, inclusive no Rio Grande do Sul, licitaram objeto similar, com diferentes empresas sagrando-se vitoriosas.

​​O fato reconhecido pela denunciante SYSTEM de não atender aos requisitos dos sistemas de informatização licitados, fala apenas e tão somente das características dos produtos que disponibiliza e fabrica, mas jamais do mercado e das constantes demandas impostas por este.

​​ Outra infundada imputação perpetrada pela SYSTEM diz respeito a majoração dos preços pagos com a adoção dos sistemas em nuvem. Ao contrário, há considerável redução de custos, podendo haver algum acréscimo em decorrência dos Municípios informatizarem áreas e serviços seus que até então não contavam com tais soluções de informática. Contudo, proporcionalmente, jamais houve oneração aos entes públicos.

​​Bem se observa, dos termos da denúncia, a manifesta intenção da SYSTEM resguardar exclusivamente seus particulares interesses (menores) empresariais e não o alegado interesse público, muito menos da comunidade Erechinense, na medida que fica evidente o seu propósito de tumultuar legítimo processo de licitação, para com isso perpetuar seus sistemas no Município de Erechim, o que já vem ocorrendo há aproximadamente duas décadas.

​Finalizando, por entender que as imputações feitas atentam contra a reputação desta empresa e o histórico de trabalho construído por mais de 400 colaboradores, no tempo devido aviaremos as medidas legais e judiciais que o caso clama.

​​Erechim, 03 de dezembro de 2019.

​​IPM Sistemas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais