Galo faz primeira partida em Erechim nas oitavas da LNF

Segunda fase da competição começa nesta e termina na próxima semana. Atlântico terá pela frente a equipe do Pato Futsal, do Paraná.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Vem ai a fase de oitavas de final da Liga Nacional de Futsal (LNF). É o início dos play-offs da competição, que está completando 25 anos em 2020. E a disputa da segunda fase do certame inicia nesta e encerra já na próxima semana.

O Atlântico terá pela frente a equipe do Pato Futsal, do Paraná. O primeiro confronto acontecerá na cidade de Erechim, nesta sexta-feira, dia 6. A partida começa às 19h15 e terá transmissão em vídeo pela LNF TV (www.tv.ligafutsal.com.br).

O jogo da volta e também apontará o classificado para as quartas de final, será em Pato Branco, na segunda-feira, dia 9, com transmissão pelo Sportv. Em ambas as partidas, obedecendo protocolos sanitários de prevenção ao Covid-19, não haverá presença de torcida.

Giba analisa próxima fase

O técnico Giba falou nesta terça-feira, 3, à assessoria de imprensa do Atlântico. Destacou em um dos trechos principais do bate-papo, que pode ser conferido na íntegra no canal do Clube no Youtube (atlanticofutsal), a chegada às oitavas de final da LNF. “Conquistamos nosso primeiro objetivo, que era garantir vaga na próxima fase da Liga”, disse.

Sobre o adversário, Giba projeta dois grandes jogos diante do Pato. “São duas grandes equipes, que tem feito finais de Liga Nacional e Taça Brasil nos últimos anos, só por ai já se imagina o que vamos ter pela frente. Temos que estar preparados, agora começa uma nova competição, onde tudo pode acontecer e precisamos estar atentos ao detalhes, que podem nos levar a outra fase, assim como a eles também. Temos que fazer um enfrentamento de igual para igual nos dois jogos para então projetarmos uma classificação”, salienta.

 O técnico também comentou o fato de atuar sem torcida, tanto em Erechim, quanto em Pato Branco. “São duas torcidas muito participativas, sem este apoio fora de quadra, vejo que os técnicos e os atletas que ficam no banco, precisam participar mais para que quem estiver em quadra mantenha a concentração. E é isso que precisamos, manter o mesmo nível os 40 minutos do jogo, é foco total”, completa.

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais