Rua Carlos Kehlers é referência em beleza dos canteiros centrais

442

Você costuma reparar nos canteiros das ruas por onde passa? Erechim é característico pelos espaços verdes, arborização, calçadas largas e canteiros.  Quem visita a Capital da Amizade geralmente faz comentários que se referem às peculiaridades citadas.  Enquanto muitos espaços por vezes acabam abandonados e passam despercebidos, outros chamam atenção pelo colorido, grama aparada e variedade de plantas, frutas e flores. Foi assim que aconteceu nesta semana, quando eu transitava pela Rua Carlos Kehlers e me deparei com a exuberância dos canteiros centrais. Um espaço limpo, organizado e bem cuidado. Tão logo, fui à busca da pessoa responsável pela iniciativa e então conheci, Wilmar Ziger.

Plantio e cultivo das mais diferentes plantas

Assim que acaba o expediente na fábrica de pré-moldados e aos finais de semana, Ziger desliga. Para de pensar nas atividades do trabalho e concentra sua atenção nos girassóis, gerânios, jabuticabeiras, cerejeiras, guabijus e tantos outros. Num cenário em que tradicionalmente poucos conhecem, ele surpreende, pois tem facilidade no plantio e cultivo das mais diferentes plantas. Diz que o município é um excelente local para morar e trabalhar, destacando que o seu planejamento pode ser aperfeiçoado por mais moradores, como uma oportunidade de praticar a cidadania e a responsabilidade perante a mãe natureza. Uma história que teve o pontapé inicial ainda quando residia na Rua Henrique Dias. No canteiro central da via começou a plantar as primeiras árvores, aproveitando cascas de frutas e erva mate para a adubação.

Onde havia lixo, hoje existem árvores, flores e grama

Na mesma rua, entre o hospital e o Parque Longines Malinowski, na Av. XV de Novembro, seguiu plantando mais mudas nativas. Tempos depois passou a morar na Rua Carlos Kelhers, endereço atual, e observou que o canteiro central possuía poucas árvores e estava abandonado. Através da troca de ideias com a amiga Nádia e ajuda mútua, a quadra começou a melhorar. Dentre as iniciativas, a limpeza de um barranco que é parte de um terreno particular, com a contratação de um tele-entulho para o recolhimento do lixo e o conserto da calçada do terreno, pois havia perigo das pessoas tropeçarem. Onde antes havia lixo, hoje existem árvores, flores e grama. Ainda foram instalados dois bancos, um deles confeccionado com material reciclado.

 

Certificado pela responsabilidade com o meio ambiente

Com as inovações e a troca de informações, ocorreu a ideia de melhorar ainda mais o canteiro. Com a doação de cimento, aproveitamento de tijolos, pedras e areia de

sobras da construção civil, o meio fio foi limpo, consertado e pintado. Tamanho empenho que iniciou há dois anos, garantiu a Ziger neste ano, durante a programação da Semana do Meio Ambiente, a entrega do Certificado Ambiental Dr. Sérgio Benito Maccagnini, pela responsabilidade com o meio ambiente.

Amor e cuidado

Os três extensos canteiros e o entorno da via chamam atenção de longe em função do meio fio branco e variedade de flores e árvores. “Na adubação uso a borra de café recolhida das padarias e guardo adubo orgânico, principalmente casca de frutas e legumes. Com isso consigo cultivar girassóis, gerânios, bromélias e orquídeas. Jabuticabeiras, cerejeiras, guabijus, rabos de bugio e outras variedades, também fazem parte dos canteiros”, contou. Tanto amor e cuidado, Ziger descreve por meio de uma frase do pensador Osho: ”De nada adianta adorar um Deus invisível entre quatro paredes criadas pelo homem, e destruir uma natureza visível criado por este mesmo Deus invisível que adoramos”.

Preservando os canteiros e embelezando a rua

Tamanho capricho vem de casa e a preocupação é eminente.  “Não consigo pensar apenas nos canteiros, mas na preservação ambiental de modo geral. Minha responsabilidade começa em casa ao separar o lixo e reutilizar a água. Tenho a consciência que o lixo descartado deforma incorreta causa danos irreparáveis. Penso que eu, você, as flores, árvores, animais, terra, água, somos um só perante a mãe natureza. Por isso, tento contribuir da melhore forma, preservando os canteiros e embelezando nossa rua”, finalizou.

Por Carla Emanuele 

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.