“Fomos provocados pelas lideranças da região para representar a renovação da política”

Nesta semana a Rádio Cultura encerrou a série de entrevistas com os pré-candidatos a deputado (estadual e federal) pelo Alto Uruguai. Na última segunda-feira, 30 de Julho, conversamos com o vereador e pré-candidato a deputado estadual, Lucas Farina, do Partido dos Trabalhadores (PT). Farina falou sobre o porquê colocou seu nome para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, como o partido irá lidar com duas pré-candidaturas na região e quais são seus principais projetos para o desenvolvimento da região.

No terceiro mandato como vereador do PT em Erechim, Lucas Farina, aceitou colocar seu nome à disposição como pré-candidato após um grupo de lideranças do Alto Uruguai se reunir e o provocar para ser a renovação da política regional. “Depois desta provocação, analisamos e decidimos que pela minha trajetória, poderia representar esta renovação do partido e ajudar a região a se desenvolver”, salientou.

O Partido dos Trabalhadores terá duas pré-candidaturas na região do Alto Uruguai, Lucas Farina e o atual deputado Altemir Tortelli. Quando perguntado sobre os motivos de não ter uma única candidatura, o vereador e pré-candidato respondeu: “A nossa compreensão é de que o partido precisa de uma oxigenação, e criar uma nova referência política na região se faz necessário”.

No que se refere a projetos para a região, o pré-candidato enalteceu o fato de que nos últimos anos houve vários avanços, porém, a infraestrutura de estradas, ferrovias e aeroporto seguem sendo demandas importantes. “Nós sabemos que são muitas as necessidades, mas queremos nos colocar à disposição das lideranças e entidades representativas para buscar junto ao estado resolver os problemas do Alto Uruguai. É necessária uma presença maior do estado na região”, enfatizou.

Com as dificuldades financeiras que o estado enfrenta, o pré-candidato destacou como será possível viabilizar investimentos no Alto Uruguai. “Para possibilitar investimentos na região e no estado, o próximo governador precisará elencar prioridades, como por exemplo, incentivos agrícolas e melhora da infraestrutura, para que possamos fazer os empresários investir e a economia girar”, finalizou.

Por Fabio Lazzarotto

 

Comentários estão fechados.