“Fomos provocados pelas lideranças da região para representar a renovação da política”

Nesta semana a Rádio Cultura encerrou a série de entrevistas com os pré-candidatos a deputado (estadual e federal) pelo Alto Uruguai. Na última segunda-feira, 30 de Julho, conversamos com o vereador e pré-candidato a deputado estadual, Lucas Farina, do Partido dos Trabalhadores (PT). Farina falou sobre o porquê colocou seu nome para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, como o partido irá lidar com duas pré-candidaturas na região e quais são seus principais projetos para o desenvolvimento da região.

No terceiro mandato como vereador do PT em Erechim, Lucas Farina, aceitou colocar seu nome à disposição como pré-candidato após um grupo de lideranças do Alto Uruguai se reunir e o provocar para ser a renovação da política regional. “Depois desta provocação, analisamos e decidimos que pela minha trajetória, poderia representar esta renovação do partido e ajudar a região a se desenvolver”, salientou.

O Partido dos Trabalhadores terá duas pré-candidaturas na região do Alto Uruguai, Lucas Farina e o atual deputado Altemir Tortelli. Quando perguntado sobre os motivos de não ter uma única candidatura, o vereador e pré-candidato respondeu: “A nossa compreensão é de que o partido precisa de uma oxigenação, e criar uma nova referência política na região se faz necessário”.

No que se refere a projetos para a região, o pré-candidato enalteceu o fato de que nos últimos anos houve vários avanços, porém, a infraestrutura de estradas, ferrovias e aeroporto seguem sendo demandas importantes. “Nós sabemos que são muitas as necessidades, mas queremos nos colocar à disposição das lideranças e entidades representativas para buscar junto ao estado resolver os problemas do Alto Uruguai. É necessária uma presença maior do estado na região”, enfatizou.

Com as dificuldades financeiras que o estado enfrenta, o pré-candidato destacou como será possível viabilizar investimentos no Alto Uruguai. “Para possibilitar investimentos na região e no estado, o próximo governador precisará elencar prioridades, como por exemplo, incentivos agrícolas e melhora da infraestrutura, para que possamos fazer os empresários investir e a economia girar”, finalizou.

Por Fabio Lazzarotto

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais