Atoleiros no interior podem voltar por causa da burocracia

Há pouco mais de duas semanas entrevistamos na Rádio Cultura o secretário da Agricultura do município, Leandro Basso, que fez um forte desabafo sobre a burocracia encontrada na hora de liberar junto aos órgãos ambientais as cascalheiras para fazer melhorias nas estradas do interior.

Nos últimos dois finais de semanas circulei por várias estradas do interior e algumas delas, se não receberem cascalhamento para a próxima safra, podem voltar a se tornar atoleiros, como acontecia nas décadas de 60 e 70. Se os licenciamentos demorarem mais alguns meses, as agroindústrias terão sérios problemas para transportar ração, aves, suínos, grãos e fazer o recolhimento do leite, isso sem falar no transporte escolar.

Não é admissível que a burocracia seja tão rígida para liberar uma pequena área onde ocorrerá a retirada do cascalho. Qual é o impacto ambiental que pode existir? Isto é uma vergonha! Os burocratas de gabinete fazem as leis sem conhecer a realidade de cada região. O Brasil precisa de menos burocratas e mais gente que trabalhe.

Por Egidio Lazzarotto

 

Comentários estão fechados.