2º Seminário de Bovinocultura de Leite do Alto Gaúcho debate desafios da cadeia produtiva

Mais de 500 pessoas, entre produtores e técnicos da Emater/RS-Ascar da região do Alto Uruguai, participaram do 2º Seminário de Bovinocultura de Leite do Alto Gaúcho, nesta quinta-feira (03), no Pólo de Cultura em Erechim. O evento foi marcado por palestras técnicas voltadas à cadeia produtiva do leite, cujo objetivo é discutir ações visando à qualificação e à produção leiteira, bem como os desafios do setor. O evento foi promovido pela Emater/RS-Ascar, por meio do Escritório Regional de Erechim, com apoio da Prefeitura de Erechim, Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau) e Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim (Accie) e contou com patrocínio de diversas empresas.

O doutor em Zootecnica e pesquisador da Embrapa Clima Temperado (Pelotas), Jorge Schafhäuser Junior, abordou o tema Nutrição da vaca leiteira de alta qualidade. Ele apresentou um panorama com diversos fatores que influenciam na produção mais elevada, como por exemplo dietas balanceadas, sistemas de produção, nutrição, características de alguns alimentos na nutrição do animal, entre outras recomendações. Segundo ele, para uma vaca ser de alto rendimento, deve produzir acima de 30 litros/dias, entre estar adequada a outros conceitos, como genética.

O doutor em Agroecossistemas e assistente técnico regional em Sistemas de Produção Animal da Emater/RS-Ascar de Erechim, Vilmar Fruscalso, palestrou sobre o tema Bezerra leiteira lactante, destacando a importância de diversos cuidados que devem ser observados desde o nascimento da bezerra, passando pela alimentação com uso do colostro, água de qualidade, concentrados e volumosos. “A alimentação com uso do colostro para os recém-nascidos é fundamental e decisivo no ganho de peso e para a sanidade do animal“, garantiu.

A programação seguiu na parte da tarde com debate sobre Conjuntura atual e perspectiva da atividade leiteira, que teve como mediador o especialista em Gestão do Agronegócio e assistente técnico estadual em Bovinocultura de Leite da Emater/RS-Ascar, Jaime Ries. Participaram do debate o secretário-executivo do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindilat/RS), Darlan Palharini, e o médico veterinário e coordenador de Bovinocultura da Cooperalfa, Antonio Carlos Ferreira Zanini. Para Zanini, o mercado do leite mundial é promissor para a próxima década. “A produção e o consumo interno devem se equilibrar no meio da próxima década, porém a produção deve continuar crescendo”, avalia.

Darlan Palharini contextualizou a situação do mercado do leite nacional e mundial, avaliando preço, produção, tendência, entre outros fatores. Entre as exigências dos mercados nacionais e internacionais, citou a sanidade animal e destacou as iniciativas do sindicato na defesa do setor.

Na sequência, o engenheiro agrônomo e gerente de Sistemas de Ordenha Robotizados da Delaval, Rafael Martins Garcia, abordou o tema Produção de Leite com simplicidade com ordenha robótica. E o engenheiro agrônomo e chefe adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Trigo (Passo Fundo), Jorge Lemainski, falou sobre Fertilidade, manejo, conservação do solo para alta produção de forragem e para produção de alimentos conservados.

Abertura – A solenidade de abertura aconteceu logo após a primeira palestra, com a presença de diversas lideranças. O ato contou com a participação do coordenador do evento, Vilmar Fruscalso, do gerente Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, do secretário municipal da Agricultura, Leandro Basso, do bispo diocesano de Erechim Dom José Gislon,  do presidente da Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim (Accie), Fabio Vendruscolo, do presidente da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau), Ademir  Sakrezenski, do presidente do Sicredi Norte RS/SC, Adelar Parmeggiani, e dos representantes  das cooperativas Cooperalfa,  Eudes Biavatti, e Aurora, Marcelo Fiorentin,.

Tonello agradeceu em nome da Emater/RS-Ascar a todos os parceiros, apoiadores e patrocinadores do evento e aos produtores, ao destacar a importância do evento para a região. “Bovinocultura de leite é o foco da região e uma das principais áreas da Extensão Rural e Social”, disse. Tonello também observou que a Emater/RS-Ascar passa a oferecer os cursos de Dieta da Vaca Leiteira e Gestão da Bovinocultura de Leite no Centro de Treinamento de Agricultores de Erechim (Cetre) para capacitar produtores na área. Em todas as manifestações, os representantes de entidades destacaram a importância da atividade leiteira no contexto social e econômico da região do Alto Uruguai.

Comentários estão fechados.